Tabela do INSS faz primeiro pagamento do ano a partir de segunda (25); confira!

Pontos-chave
  • Na segunda-feira (25), o INSS vai começar a fazer o pagamento dos benefícios neste ano;
  • As datas vão de acordo com o NIS do segurado;
  • Receberão primeiro os segurados que ganham até um salário mínimo e NIS final 1.

Na próxima segunda-feira (25) o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vai pagar o primeiro benefício deste ano de 2021. O pagamento será para os aposentados e pensionistas do órgão com o NIS final 1, e que recebem até um salário mínimo.

Tabela do INSS faz primeiro pagamento do ano a partir de segunda (25); confira!
Tabela do INSS faz primeiro pagamento do ano a partir de segunda (25); confira!(Imagem: Carl de Souza/AFP)

As datas são definidas de acordo com o valor que será recebido e o número final do benefício, sem levar em consideração o dígito. Sendo assim, se o número é 123.456.789 – 0, desconsidere o 0 que é o dígito,o número final é 9.

Recebem primeiro os beneficiários que ganham até um salário mínimo, que hoje está no patamar de R$1.100.

Aqueles que ganham mais que o piso nacional, recebem em datas diferentes. Se o dia do pagamento cair em um feriado, o depósito será feito no dia útil seguinte.

Tabela do INSS faz primeiro pagamento do ano a partir de segunda (25); confira!
Tabela do INSS faz primeiro pagamento do ano a partir de segunda (25); confira! (Imagem: Reprodução/Googe)

Calendário de 2021

Para quem recebe até 1 salário mínimo

Final 1 25/1; 22/2; 25/3; 26/4; 25/5; 24/6; 26/7; 25/8; 24/9; 25/10; 24/11 e 23/12
Final 2 26/1; 23/2; 26/3; 27/4; 26/5; 25/6; 27/7; 26/8; 27/9; 26/10; 25/11 e 27/12
Final 3 27/1; 24/2; 29/3; 28/4; 27/5; 28/6; 28/7; 27/8; 28/9; 27/10; 26/11 e 28/12
Final 4 28/1; 25/2; 30/3; 29/4; 28/5; 29/6; 29/7; 30/8; 27/9; 28/10; 29/11 e 29/12
Final 5 29/1; 26/2; 31/3; 30/4; 31/5; 30/6; 30/7; 31/8; 30/9; 29/10; 30/11 e 30/12
Final 6 1º/2; 1º/3; 1º/4; 3/5; 1º/6; 1º/7; 2/8; 1º/9; 1º/10; 1º/11; 1º/12 e 3/1/2022
Final 7 1º/2; 1º/3; 1º/4; 3/5; 1º/6; 1º/7; 2/8; 1º/9; 1º/10; 1º/11; 1º/12 e 3/1/2022
Final 8  3/2; 3/3; 6/4; 5/5; 4/6; 5/7; 4/8; 3/9; 5/10; 4/11; 3/12 e 5/1/2022
Final 9 4/2; 4/3; 7/4; 6/5; 7/6; 6/7; 5/8; 6/9; 6/10; 5/11; 6/12 e 6/1/2022
Final 0 5/2; 5/3; 8/4; 7/5; 8/6; 7/7; 6/8; 8/9; 7/10; 8/11; 7/12 e 7/1/2022

Para quem recebe acima de 1 salário mínimo

Finais 1 e 6 1º/2; 1º/3; 1º/4; 3/5; 1º/6; 1º/7; 2/8; 1º/9; 1º/10; 1º/11; 1º/12 e 3/1/2022
Finais 2 e 7 1º/2; 1º/3; 1º/4; 3/5; 1º/6; 1º/7; 2/8; 1º/9; 1º/10; 1º/11;

1º/12 e 3/1/2022

Finais 3 e 8 3/2; 3/3; 6/4; 5/5; 4/6; 5/7; 4/8; 3/9; 5/10; 4/11; 3/12 e 5/1/2022
Finais 4 e 9 4/2; 4/3; 7/4; 6/5; 7/6; 6/7; 5/8; 6/9; 6/10; 5/11; 6/12 e 6/1/2022
Finais 5 e 0 5/2; 5/3; 8/4; 7/5; 8/6; 7/7; 6/8; 8/9; 7/10; 8/11; 7/12 e 7/1/2022

Como solicitar o benefício do INSS?

  • Para solicitar é preciso entrar no site Meu INSS ou aplicativo (disponível para iOS ou Android). Se já tiver cadastro, clique em “Entrar”. Se não tiver cadastro, escolha “Cadastrar senha” e siga as instruções;
  • Digite seu CPF e clique em “Avançar”;
  • Digite sua senha e vá em “Entrar”;
  • Na página inicial, escolha “Pedir aposentadoria”;
  • Escolha qual aposentadoria pedir, por tempo de contribuição, por idade, rural ou da pessoa com deficiência. 
  • O INSS vai apontar se é  preciso atualizar seus dados cadastrais. Caso seja clique em “Atualizar”, veja seu cadastro e quando acabar a revisão dos dados clique em “Avançar”;
  • O órgão vai informar que é possível pedir a aposentadoria sem sair de casa. Clique em “Avançar”;
  • Serão realizadas uma série de perguntas. Como:Se você possui tempo especial (para quem trabalhou em atividades prejudiciais à saúde), você possui tempo rural, você possui tempo trabalhado em outro país, você trabalhou como professor, você trabalhou como militar e/ou servidor público, se autoriza alterar a data de entrada do requerimento para a data em que você adquiriu condições necessárias para se aposentar, caso ainda não tenha atingido os requisitos, e se recebe pensão por morte. Escolha entre “sim” e “não” para cada pergunta;
  • Na página,é possível anexar documentos que comprovem o direito à aposentadoria. Isso vale, principalmente, para algum período que não esteja no Cnis ou que esteja com informações erradas. Vale também anexar documentos pessoais. Para incluir esses documentos, clique no sinal de “+” e siga as instruções. Depois, vá em “Avançar” ;
  • Serão listadas as empresas em que trabalhou e/ou contribuições que você fez. Se as informações estiverem erradas, você pode corrigir clicando na imagem do lápis. Caso não tenha trabalhado ou contribuído no período indicado, pode excluí-lo na imagem da lixeira. Se precisar adicionar um emprego, clique no sinal de “+” em “Adicionar vínculo” e informe a data de início e fim do seu trabalho. Terminando, clique em “Avançar”;
  • Será exibida uma mensagem em que você declara que as informações prestadas são verdadeiras. Pressione “Confirmar”;
  • É preciso procurar uma agência, que pode ser feito por CEP, por município ou usando sua localização. Depois, selecione a agência do INSS desejada e clique em “Avançar”. A recomendação é escolher uma agência próxima de sua casa. Essa agência é a que vai manter o seu benefício;
  • Selecione o local em que deseja receber o pagamento;
  • Leia o resumo do seu pedido. Se estiver tudo correto, clique em “Declaro que li e concordo com as informações acima” e, depois, vá em “Avançar”. Será gerado um comprovante. Guarde o protocolo.

Quais documentos preciso apresentar?

  • Carteira de trabalho (originais e sem rasuras)
  • Extrato do FGTS e demais documentos que provem tempo de contribuição
  • Ficha de registro
  • Contrato individual de trabalho
  • Acordo coletivo
  • Termo de rescisão do contrato
  • Recibos de pagamento
  • Ação trabalhista
  • Carnês e guias de recolhimento
  • Laudo de insalubridade ou PPP (Perfil Profissiográfico Previdenciário)

Jheniffer FreitasJheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.