Vestibular da UEMS abre inscrição para novos candidatos do 2º semestre de 2020

A seleção para ingresso no segundo semestre de 2020 da UEMS acontece de duas formas: por meio do histórico escolar ou pelo uso da nota do Enem, os candidatos podem escolher. As inscrições vão até o dia 15 de novembro.

Vestibular da UEMS abre inscrição para novos candidatos do 2º semestre de 2020
Vestibular da UEMS abre inscrição para novos candidatos do 2º semestre de 2020. Imagem/Reprodução Google

Mais uma Universidade do Mato Grosso está recebendo inscrições, dias atrás era a  UFMS quem abriu inscrições para o primeiro semestre letivo do próximo ano, 2021.

Agora a Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul está recebendo a candidatura de pessoas interessadas em ingressar no ensino superior ainda no semestre letivo de 2020, que está atrasado por conta da pandemia.

UEMS formas de ingresso em 2020

Para entrar na universidade ainda em 2020 a instituição está aceitando duas formas de candidatura:

  • Uso da nota do Enem: Nesse caso, é possível usar as notas das edições dos últimos cinco anos, ou seja, entre 2015 a 2019.
  • Análise do Histórico Escolar: Para essa modalidade as notas de português e matemática alcançadas na última série do ensino médio serão avaliadas.

Vagas

São 410 vagas em dois cursos de licenciatura oferecidos pelo ensino EaD e distribuídas da seguinte forma: 78 vagas em pedagogia e 114 em ciências sociais para ingresso pelo Enem e; 102 vagas em pedagogia e 116 em ciências sociais para candidatos inscritos com o histórico escolar.

As vagas citadas são ofertadas com parceria firmada entre Sistema Universidade Aberta do Brasil – UAB e a UEMS. As aulas serão ofertadas pelos polos da UAB em:  Água Clara, Aparecida do Taboado, Bela Vista, Bataguassu, Camapuã, Costa Rica, Coxim, Miranda, Paranhos, Porto Murtinho, Rio Brilhante e São Gabriel do Oeste.

Cotas

Em ambos as formas de ingresso, a UEMS está ofertando vagas para estudantes cotistas, as vagas estão distribuídas segundo as seguintes ações afirmativas:

  • Estudantes autodeclarados negros e que estudaram todo o ensino médio em escola pública, 20%;
  • Estudantes de escola pública que moram no estado do Mato Grosso do Sul, nesse caso não importa a etnia, 10%;
  • Indígenas autodeclarados que estudaram em escola pública, 10%;
  • Professores da rede pública de ensino que fazem parte do quadro efetivo de funcionário e estão em exercício da profissão, 10%.

Quer se manter informado sobre educação? Basta seguir a editoria de Carreiras do FDR .

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jamille Novaes
Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa, já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha como professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora da editoria de carreiras do portal FDR. Jamille utiliza sua experiência na área da educação para cobrir notícias sobre cursos, vestibulares, empregos e concursos.