Detran-CE garante que entregará licenciamentos de veículos até o fim de outubro

Motoristas no Ceará reclamam da falta de recebimento do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV). O documento físico não foi entregue, apesar do pagamento. Além disso, houve reclamação do valor cobrado para a emissão, de R$ 22,45. Como resposta, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-CE) disse que até o final de outubro as pessoas terão o documento.

publicidade
Detran-CE garante que entregará licenciamentos de veículos até o fim de outubro
Detran-CE garante que entregará licenciamentos de veículos até o fim de outubro (Imagem: Erika Fonseca/SVM)
publicidade

De acordo com o Detran do estado, a greve dos Correios e reflexos da pandemia resultaram nas dificuldades presentes nos serviços do órgão. Além disso, eles afirmam que mais de 400 mil documentos já foram expedidos para serem entregues conforme os dias.

Como alternativa, a pessoa poderá usar a versão digital do documento, pelo aplicativo Carteira Digital de Trânsito ou pelo site da instituição. Outra opção é a impressão do documento em folha simples.

Caso os documentos estejam em dia, a Assessoria de Comunicação do Detran-CE afirma que quem não tiver o acesso virtual poderá circular normalmente. A alegação é que os agentes podem conferir no sistema a situação regularizada.

“Todos os agentes do Detran utilizam smartphone com acesso à Internet e, através do aplicativo de fiscalização do órgão, checam as placas dos veículos abordados e fazem a consulta. Uma vez que o veículo esteja todo regular, o motorista não será multado, mesmo não portando o documento de licenciamento”, informa em nota.

A proposta do departamento é tornar a emissão do CRLV mais digitalizada, sem precisar adquirir o documento em papel moeda. Sendo assim, o motorista poderá, então, usar o documento pelo aplicativo ou imprimindo em papel comum com um QR Code presente.

As dificuldades da população

Segundo Marcelo Ribeiro Bezerra, que vive em Horizonte, ainda não recebeu os documentos físicos, mesmo tendo feito o pagamento da emissão para seu carro e sua moto. Além disso, também não teve nenhuma indicação que receberia futuramente.

“Eu ainda não consegui falar com o Detran por falta de tempo. Mas busquei no site o rastreio do documento físico da moto e do carro e não achei. O último que tem é o de 2019”, afirma em entrevista ao G1 CE.

Sobre não usar a versão digital, ele afirma: “Eu consigo acessar por aplicativo de celular. Mas meu receio é o meu aparelho descarregar e eu não estar com alguma comprovação”.

AvatarSilvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.