Governo do Rio de Janeiro inicia cadastro para liberação da renda emergencial

Moradores do Rio de Janeiro poderão contar com renda extra até o fim do ano. Nessa segunda-feira (21), a Secretaria Estadual de Cultura do RJ iniciou o cadastramento para aqueles que estão interessados em receber o renda emergencial. O benefício, no valor de R$ 600, será ofertado para os profissionais de cultura e artesanato que foram afetados pelo covid-19.  

Governo do Rio de Janeiro inicia cadastro para liberação da renda emergencial (Foto:Google)
Governo do Rio de Janeiro inicia cadastro para liberação da renda emergencial (Foto: Google)

Segurado pela Lei Federal Aldir Blanc, o renda emergencial passará a ser liberado a partir do mês de outubro para os profissionais de cultura do Rio de Janeiro.

Terão direito ao valor de R$ 600 aqueles que sejam produtores, técnicos, artesãos e outros trabalhadores da área, que obedeçam aos critérios de renda.   

Normas para cadastro 

Para poder ser aceito, é preciso não só se enquadrar nas profissões citadas, como comprovar ter uma renda familiar mensal per capita de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.135).  

Nesse caso, será permitido que até duas pessoas da mesma família possam receber o auxílio. As mães solteiras, por exemplo, contarão com um valor de R$ 1.200. 

Exclusão de demais projetos 

No entanto, há alguns pontos importantes. Os segurados do renda emergencial não podem ter acesso a outro tipo de benefício, seja ele previdenciário ou assistencial (exceto pelo Bolsa Família). Dessa forma, aqueles que estão recebendo mensalidades do seguro-desemprego ou ou do auxílio emergencial não poderão ser contemplados.  

Como se cadastrar 

Para poder participar, é preciso acessar o site da secretaria até o dia 19 de outubro. Ao todo, a gestão municipal conta com cerca de R$ 104 milhões destinados para a administração do projeto.  

O benefício será mantido por três meses, sendo eles: outubro, novembro e dezembro. Ainda não foram informadas as formas de recebimento e se há uma ligação ou parceria com alguma instituição bancária que ficará responsável pelo envio.  

Segundo a administração pública, o projeto tem como finalidade tentar reduzir os efeitos da pandemia do novo coronavírus e deverá ajudar milhares de artesãos que atuam no mercado há pelo menos dois anos sem possuir vínculo com carteira de trabalho. 

 

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Governo do Rio de Janeiro inicia cadastro para liberação da renda emergencial

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA