FGTS finalizou todos os depósitos de R$1.045; saiba como receber a partir de agora

PONTOS CHAVES

  • Caixa finaliza depósitos do saque emergencial
  • Trabalhadores têm até novembro para barrar o benefício
  • Saque pode ser antecipado por aplicativo

Caixa Econômica Federal finaliza envios do saque emergencial do FGTS. Nessa segunda-feira (21), os trabalhadores nascidos no mês de dezembro receberam os R$ 1.045 do fundo de garantia através de suas poupanças digitais. Dessa forma, a instituição bancária encerrou seu período de depósitos e passará a atuar apenas com saques. Abaixo, saiba como você deve retirar seu dinheiro.

FGTS finalizou todos os depósitos de R$1.045; saiba como receber a partir de agora! (Imagem: Google)
FGTS finalizou todos os depósitos de R$1.045; saiba como receber a partir de agora! (Imagem: Google)

O pagamento do saque emergencial do FGTS começou a ser feito no mês de junho e movimentou bilhões na economia social. O projeto foi desenvolvido como forma de tentar reduzir os impactos da crise econômica do novo coronavírus, visando aumentar a circulação financeira em todo o país.

Para isso, os trabalhadores que possuem contas ativas ou inativas no FGTS passaram a ter direito de fazer um saque de até R$ 1045.

Para ampliar as possibilidades de pagamento, o governo liberou ainda que o cidadão utilizasse mais de uma conta de seu FGTS de modo que juntas dessem a quantia limite.

Finalização dos envios pelo Caixa Tem

Se você recebeu pelo Caixa Tem e ainda não pode fazer saques, a primeira opção para utilizar o valor de forma mais rápida é através das transações digitais.

Na carteira eletrônica é possível pagar boletos, fazer compras pelo cartão de débito digital ou pela leitura de QR Code.

Outra opção disponível para quem de fato precisa do valor em espécie é a antecipação. Nesse caso, o cidadão precisa ter uma conta em fintechs como o Nubank, PagSeguro, entre outras.

Enquanto usuário dessas plataformas, passa a ter o direito de gerar seu próprio boleto com o valor desejado para depósito em conta.

Ao ter o documento pago no Caixa Tem usando os recursos do FGTS, a quantia cai na conta da fintech e o cidadão passa a ter acesso ao montante físico através de saques em caixas 24h.

Além disso, é possível também, por meio dessas ferramentas, transferir o valor para uma conta bancária de qualquer outra instituição.

Retirada em espécie pela Caixa

No caso daqueles que desejarem esperar o período de saque tradicional, para saber o dia do recebimento é preciso conferir o cronograma abaixo.

A Caixa organizou o calendário através das datas de nascimento e o cidadão têm entre 30 e 60 dias para ter acesso ao valor físico.

Mês de nascimento Crédito em conta Saque e/ou transferência
Janeiro 29 de junho 25 de julho
Fevereiro 06 de julho 08 de agosto
Março 13 de julho 22 de agosto
Abril 20 de julho 05 de setembro
Maio 27 de julho 19 de setembro
Junho 03 de agosto 03 de outubro
Julho 10 de agosto 17 de outubro
Agosto 24 de agosto 17 de outubro
Setembro 31 de agosto 31 de outubro
Outubro 08 de setembro 31 de outubro
Novembro 14 de setembro 14 de novembro
Dezembro 21 de setembro 14 de novembro

 

Devolução do FGTS emergencial

Há ainda aqueles que não querem usufruir da quantia. O tempo de notificação para que a Caixa não fizesse a retirada já foi encerrado.

Dessa forma, para poder ter o valor de volta no FGTS o cidadão deve não mexer em seu Caixa Tem até o dia 30 de novembro. Assim, a instituição entenderá a falta de interesse e fará o reembolso para seu fundo de garantia.

No entanto, fique atento, pois não se pode de fato mexer em nenhum valor. Na retirada de R$ 50, por exemplo, a quantia restante não poderá ser devolvida ao FGTS.

Informações e consultas

Para saber o andamento de seu benefício, basta acessar o aplicativo FGTS através do número de seu CPF. A plataforma mostra as datas de pagamento, salto total do fundo de garantia e mais.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.