Distrito Federal prorroga validade dos concursos públicos até fim de 2021

Prazo dos concursos públicos são prorrogados em Brasília. Nesta terça-feira (01), a Defensoria Pública do Distrito Federal publicou, por meio do Diário Oficial da União, as novas datas de vencimento para os aprovados em seleções públicas. Mediante a pandemia do novo coronavírus, as convocações agora poderão ser feitas até o dia 31 de dezembro de 2021 

Distrito Federal prorroga validade dos concursos públicos até fim de 2021 (Imagem: Google)
Distrito Federal prorroga validade dos concursos públicos até fim de 2021 (Imagem: Google)

Com as despesas motivadas pelo covid-19, o governo federal decretou a suspensão de novas contratações de servidores em todo o território nacional.

Dessa forma, os cidadãos que foram aprovados em concursos com validade para este ano, ficaram impossibilitados de ocuparem os cargos almejados. No entanto, visando solucionar a questão, Ibanes Rocha aprovou um novo projeto de lei.

Em seu texto, o governador do DF solicitou que as convocações previstas para este ano fossem adiadas até dezembro de 2021. De acordo com ele, a proposta permitiria a suspensão dos contratos sem impedir que as nomeações fossem feitas mais à frente.

A pauta foi encaminhada para os demais representantes políticos e teve aceitação unânime pela administração pública direta e indireta da região.  

Outros concursos públicos 

Com a validação da Lei, os órgãos com seleção em andamento passaram a modificar seus editais. A Comissão Permanente de Concursos do Corpo de Bombeiros Militar (CBMDF), por exemplo, suspendeu o prazo de validade do concurso para o ano que vem.

O mesmo ocorreu com a Secretaria de Economia, que prorrogou a suspensão do concurso de auditor fiscal da Receita do DF até dezembro de 2021. A Escola Superior de Polícia Civil do Distrito Federal também deverá alterar seu cronograma para as chamadas de cargo de escrivão da PCDF. 

É importante frisar ainda que, as bancas podem também optar ela suspensão do concurso, extensão do prazo e alterações das provas e demais avaliações, tendo em vista os riscos de infecção por covid-19.  

Pronunciamento do presidente 

De acordo com Bolsonaro, a decisão de suspender as contratações foi necessária para poder minimizar os impactos fiscais nos cofres da União.

O chefe de estado alegou que com a quantia de cerca de R$ 60 milhões por região para lidar com os efeitos da pandemia, o governo federal teve sua folha orçamentária duplamente ampliada.  

 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.