publicidade

Novidades estão sendo planejadas pelo governo federal no repasse do auxílio emergencial, benefício liberado durante a pandemia do novo coronavírus. Nesta quinta-feira (25), o presidente Jair Bolsonaro anunciou a liberação de mais três parcelas.

Bolsonaro anuncia liberação de mais 3 parcelas do auxílio emergencial; confira as datas (Montagem/FDR)
Bolsonaro anuncia liberação de mais 3 parcelas do auxílio emergencial; confira as datas (Montagem/FDR)
publicidade

Segundo Bolsonaro, a ideia do governo é de realizar o pagamento de mais três parcelas do auxílio, sendo que de forma gradativa. Ou seja, com o valor sendo diminuindo de forma decrescente.

A prorrogação ainda não está confirmada. De acordo com o presidente, estudos estão sendo realizados quanto aos valores.“Os números não estão definidos ainda, mas a gente vai prorrogar por mais dois meses, tá certo?”, afirma Bolsonaro.

O mesmo ainda destaca que o auxilio emergencial vai partir para uma adequação. “Serão, com toda certeza, R$ 1,2 mil reais, em três parcelas. Basicamente, deve ser desta maneira”, conclui. Veja como seria o valores, caso siga a ideia inicial:

  • Quarta parcela – R$ 500
  • Quinta parcela – R$ 400
  • Sexta parcela – R$ 300

É importante destacar que, na contrapartida, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), destaca que o pagamento das novas parcelas do auxílio emergencial devem ser de R$ 600.

Um fator curioso quanto ao pagamento aconteceu nesta semana. O ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, informou através de sua rede social que o pagamento ia obedecer esta dinâmica defendida por Bolsonaro.

Mas, posteriormente, a mensagem foi apagada. De acordo com a assessoria de imprensa, ministro apagou a postagem porque a informação estava incorreta e que o assunto ainda está em discussão.

Terceira parcela do auxílio emergencial

Durante a transmissão ao vivo no Facebook do presidente, no qual detalhou este novo pagamento, o ministro da Economia, Paulo Guedes, também informou que a terceira parcela começará a ser paga.

Segundo ele, o prazo inicial será neste sábado (27). “Nós estamos, agora no sábado, pagando mais uma parcela para 60 milhões de brasileiros. Neste próximo sábado até o sábado que vem, 60 milhões de brasileiros recebem mais uma parcela”, declarou o ministro.

COMENTÁRIOS

Juan Gouveia, formado em jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP). É redator do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular, direitos trabalhistas e finanças diariamente.

VEJA TAMBÉM