publicidade

Os brasileiros que se enquadram no perfil de contribuintes do Imposto de Renda Pessoa Física, o IRPF 2020, devem ficar atentos aos prazos. Segundo o calendário oficial da Receita Federal, faltam apenas nove dias para o encerramento dos envios da declaração.

IRPF 2020: Deixar de declarar gera multa NESTE valor; veja consequências (Reprodução/Internet)
IRPF 2020: Deixar de declarar gera multa NESTE valor; veja consequências (Reprodução/Internet)
publicidade

Vale lembrar que o prazo de 30 de junho já foi uma prorrogação realizada pela Receita Federal para dar mais tempo aos contribuintes de realizarem o procedimento, mediante a pandemia do novo coronavírus.

A declaração do Imposto de Renda é obrigatório para alguns brasileiros, nos quais se enquadram em perfis determinados pelo Governo Federal e Receita Federal; confira todos os detalhes de quem deve realizar o procedimento:

  • Brasileiros que tiveram rendimento tributável com valor igual ou acima de R$ 28.559,70;
  • Rendimentos tributáveis e não tributáveis vindo direto da fonte com valor igual ou acima de 40.000,00;
  • Brasileiros que chegaram a ter renda com valor igual ou acima R$ 142.798,50;
  • Quem passou a ter posse de bens cujo o seu valor seja igual ou maior a R$ 300.000,00;
  • Teve algum ganho de capital sobre alienação de bens e direitos;
  • Cidadãos que chegaram a fazer ações na bolsa de valores, mercados futuros ou atividades correlacionadas;
  • Cidadãos residentes em áreas rurais que tenham interesse em fazer alguma compensação de prejuízos ou perdas relacionadas ao ano anterior.

Se o brasileiro se enquadra nestas regras deverá realizar a declaração anual. Caso não seja realizado o procedimento, será cobrada uma multa ao mesmo que tem valor mínimo de R$ 165,74 e máxima de 20% do imposto devido.

Para realizar a declaração do IRPF 2020 é preciso baixar o programa que realiza o procedimento no computador, disponível no site da Receita. Nele serão imputadas as documentações referentes aos ganhos e investimentos no último ano.

A Receita espera receber 32 milhões de declarações dentro do prazo legal. E quem tiver direito à restituição do Imposto de Renda 2020, por conta das deduções como despesas médicas, vai estar incluso em um dos 5 lotes pagos de maio a setembro.

O calendário de pagamentos da restituição já foi inciado no último mês pelo governo federal. Os valores são repassados para os contribuintes que realizaram a declaração e tem direito ao benefício mais cedo, mediante a pandemia do novo coronavírus.

A consulta para saber o saldo em conta e se o benefício já foi liberado pode ser feita a partir das 9h, sempre utilizando os seguintes canais: na página da Receita na internet, pelo telefone 146 ou através do aplicativo da Receita.

COMENTÁRIOS

Juan Gouveia, formado em jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP). É redator do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular, direitos trabalhistas e finanças diariamente.