publicidade

Como medida de atenuação de problemas econômicos trazidos pela pandemia, o INSS antecipou o pagamento do 13º do INSS para os aposentados e pensionistas. Na próxima segunda-feira (1), começa o calendário de pagamentos da segunda parcela para os segurados que recebem acima do piso. Confira mais detalhes.

13° do INSS começa novo calendário a partir de segunda-feira; veja quem recebe
13° do INSS começa novo calendário a partir de segunda-feira; veja quem recebe (Imagem FDR)
publicidade

Calendário de pagamentos de segurados que recebem acima do piso

  • Final 1 e 6: 01/06
  • Final 2 e 7: 02/06
  • Final 3 e 8: 03/06
  • Final 4 e 9: 04/06
  • Final 5 e 0: 05/06

Valores da segunda parcela do 13° do INSS

Esta segunda parcela precisa de atenção para os aposentados e pensionistas com até 64 anos e que contam com renda maior que R$1.903,98, pois acontece o desconto do Imposto de Renda.

Desta forma, estas pessoas vão receber um valor inferior ao que foi depositado na primeira parcela, que era o valor exato da metade do benefício recebido mensalmente.

Já os segurados que tem 65 anos ou mais, o valor do imposto é aplicado e empregado nos benefícios com valor maior a R$3.807,96. Estes segurados tem direito a uma parcela extra de isenção do Imposto de Renda por conta da idade.

As pessoas que se aposentaram, viraram pensionistas ou começaram a receber um auxílio a partir de fevereiro de 2020, irão receber o 13° salário do INSS com valor proporcional

Como consultar os valores

O INSS disponibiliza a consulta ao valor das parcelas do 13° alguns dias antes do pagamento, através do do site e aplicativo Meu INSS. Segurados que não possuem cadastro prévio, podem fazer no primeiro acesso.

O Meu INSS pode ser acessado através do computador e também pelo aplicativo para celular. Além de poder realizar a consulta referente ao 13° do INSS, o portal agiliza o tempo de quem precisa fazer agendamentos, solicitar benefícios, serviços entre muitos outros.

O segurado pode consultar e acompanhar todas as suas informações de sua vida profissional, como por exemplo, dados sobre contribuições previdenciárias, empregadores e períodos trabalhados.

O cadastro no Meu INSS pode ser feito pelo próprio aplicativo ou pelo site das seguintes instituições financeiras: Banco do Brasil, Banrisul, Bradesco, Caixa, Itaú, Mercantil do Brasil, Santander, Sicoob e Sicredi.

Quem tem direito ao 13º do INSS

A lei determina que tem direito ao 13º do INSS, quem trabalhou durante o ano, recebeu benefício previdenciário como aposentadoria, pensão por morte ou auxílio-doença, acidente ou reclusão.

Caso aconteça uma interrupção programada do benefício, antes do final 2020, será pago o valor proporcional do abono anual ao segurado.

Importante lembrar que os beneficiários do Benefício de Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social (BPC-LOAS) e da Renda Mensal Vitalícia (RMV), não tem direto a receber o 13º do INSS.

COMENTÁRIOS

Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.

VEJA TAMBÉM