publicidade

Hoje (28), foi divulgado por Camilo Santana o governador do Ceará, o plano de retomada da economia do estado em meio a pandemia do coronavírus. Na semana de 1º de junho até o dia 7, acontece uma fase de transição, e na sequência virão outras quatro, cada uma delas com duração de 14 dias, com as atividades serão liberadas em grupos para retornar a funcionar. As escolas por exemplo, ficam na última fase.

Ceará divulga plano de retomada da economia nesta quinta-feira
Ceará divulga plano de retomada da economia nesta quinta-feira (Foto Google)
publicidade

Na primeira fase de retomada, serão liberadas também a atuação da indústria química, 30% da cadeia da construção civil em obras que contam com até 100 empregados, as lojas de construção civil, estabelecimentos ligados a saúde (óticas, escritórios, clínicas de dentistas) e cuidados estéticos (cabeleleiros, barbeiros entre outros).

Confira tudo que volta a operar no período de transição no Ceará

Setor econômico Taxa de trabalho presencial
Indústria química e relacionados (indústria de químicos inorgânicos, plástico, borracha, solventes, celulose e papel) 30%
Artigos de couro e calçados (confecção de calçados e produtos de couro) 20%
Indústria metalmecânica e semelhantes (fabricação de ferramentas, máquinas, tubos de aço, tornearia, usinagem e solda) 30%
Saneamento e reciclagem (recuperação de materiais) 30%
Energia (construção para barragens e estações de energia elétrica, geradores) 20%
Cadeia da construção civil (construção de edifícios com até 100 empregados por obra, cadeia produtiva com 30%) 30%
Têxteis e roupas (indústria têxtil, confecções e de redes) 20%
Comunicação, publicidade e editoração (impressão de livros, material publicitário, e serviços de acabamento gráfico) 30%
Indústria e serviços de apoio (indústria de artigos de escritório e manutenção industrial, cabeleireiros, manicures e barbearias) 30%
Artigos do lar (fabricação de eletrodomésticos e artigos domésticos) 30%
Agropecuária (obras de irrigação) 30%
Móveis e madeira (fabricação de móveis e produtos de madeira) 20%
Tecnologia da informação (fabricação de equipamentos de informática) 30%
Logística e transporte (Metrofor, transporte rodoviário metropolitano na RMF e manutenção de bicicletas 30%
Automotiva (indústria de veículos, de transporte e peças) 20%
Cadeia da saúde (comércio médico e ortopédico, óticas, podologia e terapia ocupacional) 100%
Esporte, cultura e lazer (treinos de atletas de esportes individuais, além dos clubes de futebol participantes da final do Campeonato Cearense)

Decreto de isolamento é prorrogado 

Camilo já tinha adiantado que o decreto de isolamento para todo o estado seria novamente renovado e que ele é de extrema importância na prevenção ao coronavírus. Sobre a retomada da economia, ele afirma que será gradual e todo o processo será feito com responsabilidade.

O governador encerra dizendo que todas as decisões tomadas pelo governo são com base em estudos e avaliações técnicas dos profissionais da saúde que monitoram diariamente a pandemia no estado.

COMENTÁRIOS

Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.