Saque do auxílio emergencial começa sábado (30); saiba quem pode sacar!

PONTOS CHAVES

  • A Caixa Econômica já está pagando a segunda parcela para todos os beneficiários, mas por meio da conta digital
  • O pagamento só poderá ser sacado a partir deste sábado (30)
  • Porém, enquanto não está disponível, os beneficiários podem fazer a movimentação por meio do Caixa TEM.

A partir de sábado (30), os beneficiários poderão realizar o saque do auxílio emergencial em dinheiro na poupança digital. Porém, para evitar aglomeração nas agências da Caixa, o saque será realizado seguindo o mês de nascimento do trabalhador.

Saque do auxílio emergencial começa sábado (30); saiba quem pode sacar!
Saque do auxílio emergencial começa sábado (30); saiba quem pode sacar!(Imagem FDR)

A segunda parcela do benefício começou a ser paga primeiro para os beneficiários do Bolsa Família, em 20 de maio e seguiu até dia 29 de maio. Nesse caso, eles já puderam realizar o saque do dinheiro no dia em que ele foi liberado.

Para os outros beneficiários, o dinheiro só poderia ser movimentado após o dia 30. Veja o calendário com a ordem de saque:

  • 30 de maio: nascidos em janeiro
  • 1 de junho: nascidos em fevereiro
  • 2 de junho: nascidos em março
  • 3 de junho: nascidos em abril
  • 4 de junho: nascidos em maio
  • 5 de junho: nascidos em junho
  • 6 de junho: nascidos em julho
  • 8 de junho: nascidos em agosto
  • 9 de junho: nascidos em setembro
  • 10 de junho: nascidos em outubro
  • 12 de junho: nascidos em novembro
  • 13 de junho: nascidos em dezembro

Como receber?

A partir de sábado, o beneficiário poderá realizar a transferência do seu dinheiro para outras contas, nas quais ele possa utilizar. Veja como transferir:

  1. Insira seu CPF no app para fazer login;
  2. Toque em “Próximo”;
  3. Clique em “Iniciar Verificação”;
  4. Toque em “Transferir Dinheiro”;
  5. Clique em “Digitar Agência/Conta”;
  6. Escolha a opção “Outros Bancos”;
  7. Insira a agência da sua conta digital sem o dígito;
  8. Insira o número da conta digital;
  9. Coloque o dígito da conta digital;
  10. Insira o tipo de conta (corrente);
  11. Coloque o número do CPF;
  12. Informe o nome completo do titular da conta digital;
  13. Insira o valor que você quer transferir (R$ 600).
  14. E a transação é concluída com sucesso.

Bancos como o Nubank, já informaram que dentro do calendário, o cliente que escolheu receber a primeira parcela na NuConta vão ter o dinheiro creditado automaticamente.

Qual o melhor horário para saque do auxílio emergencial?

As agências da Caixa estão atendendo os beneficiários das 8 horas até as 14 horas. Apesar disso, o saque pode ser feito também pela casa lotérica

Para poder receber o benefício em espécie, é importante chegar cedo para evitar filas, mas se possível utilize o dinheiro pelos canais digitais evitando aglomerações.

Os trabalhadores também podem sacar o auxílio nos caixas eletrônicos de todo o país, sem a necessidade de usar um cartão

Para isso será preciso gerar um código no aplicativo Caixa TEM. A Caixa pede para que os beneficiários atualizem o aplicativo antes de solicitar o saque e que só façam a geração do código quando já estiverem na lotérica ou no caixa eletrônico.

Cartão de Débito Virtual

Na segunda-feira (18), a Caixa informou que é possível utilizar o auxílio por meio do cartão de débito virtual. Com ele, o usuário pode usufruir do seu R$600 para realizar a compra pela internet em mais de mil sites e aplicativos, além de poder pagar contas de água e luz.

Por agora, o cartão só está disponível para os beneficiários do Auxílio Emergencial e do Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEm)

Para solicitar o cartão é preciso ter o aplicativo da Caixa tem. Após acessar, na tela inicial terá um ícone denominado “Cartão de Débito Virtual” e clicar, após isso, vai abrir uma página como se fosse uma troca de mensagem.

É só clicar na opção “Usar agora meu Cartão de Débito Virtual”. O aplicativo vai solicitar a senha de acesso que você cadastrou para entrar no aplicativo.

Ao informar a senha, aparecerá uma imagem com as informações do seu cartão, como número, nome, validade e código de segurança. Basta digitar corretamente conforme orientação da loja.

Quais documentos levar na hora do saque do auxílio emergencial?

Para fazer o saque do auxílio o beneficiário precisa levar até uma agência:

  • CPF;
  • Documento de identificação com foto como carteira de trabalho, RG e passaporte.

Quanto já foi pago?

De acordo com o balanço realizado pelo Banco, foram processados cerca de 101,2 milhões do total de 106,3 milhões de cadastros. 

Os beneficiários do Bolsa Família tinham 19,9 milhões de cadastros que foram processados. Entre eles 19,2 milhões elegíveis e 700 mil foram considerados inelegíveis. 

Já aqueles que já estavam inscritos no Cadastro Único foram processados cerca de 32,1 milhões de cadastros. Cerca de 10,5 milhões eram elegíveis e 21,6 milhões inelegíveis. 

Para os inscritos no aplicativo ou site foram 54,3 milhões de cadastros. Até agora foram processados 49,2 milhões, desses 29,3 milhões foram elegíveis e 19,9 inelegíveis, nos quais mais de 5,1 milhões solicitaram uma nova análise. 

E mais de 5 milhões estão passando pela primeira análise. Com as aprovação até agora, a Caixa pagou 19,2 milhões de beneficiários do Bolsa Família totalizando cerca de R$22,8 bilhões.

Já para os inscritos no Cadastro Único cerca de 10,5 milhões receberam, o que custou R$14 bilhões.

E para os inscritos no aplicativo e site foram pagos para 26,9 milhões de beneficiários custando cerca de R$31 bilhões. 

Os trabalhadores podem fazer a consulta da situação do seu benefício por meio do aplicativo ou do site da Caixa. Além dos endereços: www.cidadania.gov.br/consultaauxilio e https://consultaauxilio.dataprev.gov.br .

Jheniffer FreitasJheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.