INSS encerra seleção para trabalho temporário com 17,2 mil candidatos

Ação força tarefa do INSS contou com mais de 17,2 mil inscritos. Nesse domingo (10), o Instituto Nacional do Seguro Social finalizou as inscrições para os aposentados da União e militares inativos que desejavam ocupar cargos nas unidades presenciais. A medida faz parte de um pacote de ações para reduzir o número dos benefícios que esperam por análise. E convocará cerca de 8.230 profissionais. 

INSS encerra seleção para trabalho temporário com 17,2 mil candidatos (Imagem: Reprodução - Google)
INSS encerra seleção para trabalho temporário com 17,2 mil candidatos (Imagem: Reprodução – Google)

De acordo com o INSS, a divulgação da lista com as classificações será feita no próximo dia 18 de maio. Espera-se que entre os dias 19 e 20 aconteçam os remanejamentos, e no dia 26 seja publicada a portaria oficial, com os aprovados, por meio do Diário Oficial da União e demais portais oficiais do governo federal.  

Sobre a seleção 

Divulgada desde o mês de janeiro, o INSS estava solicitando que aposentados militares se candidatassem para ocupar cargos em suas agências.

A ideia é que estes servidores trabalhem no atendimento ao público de modo que os prestadores de serviço do INSS possam se concentrar apenas nas análises dos benefícios.  

O edital ofertou cargos também para a Subsecretaria de Perícia Médica Federal, Conselho de Recursos da Previdência Social, Subsecretaria de Regimes Próprios e Secretaria de Gestão de Pessoal – SGP/DECIPEX, estes com salários mais altos.  

Os valores de pagamento irão variar entre R$ 2,1 mil para os cargos de base e R$ 4,2 mil para chefias. Quanto ao período de duração dos contratos, estes deverão ser de 1 ano, podendo ser prorrogados por mais 12 meses. Por fim, os selecionados (militares) ainda contarão com um valor adicional de 30% sobre o que ganhavam enquanto reservistas. 

Crise do INSS  

A ação de força tarefa do INSS foi motivada por uma crise que resultou no acumulo de mais de 2 milhões de benefícios. Iniciado desde novembro do ano passado, com a aprovação da reforma da previdência, o atraso nas liberações dos auxílios vem gerando prejuízos de milhares de reais as contas da União. 

O Instituto Nacional do Seguro Social já contabilizou milhões em multas, tendo em vista que a justiça determina que as análises não possam ultrapassar um período de 45 dias. Há pessoas que estão na fila desde o mês de novembro e seguem sem respostas ou previsão de pagamento.  

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

INSS encerra seleção para trabalho temporário com 17,2 mil candidatos

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA