URGENTE! Caixa afirma que não fará pagamento do Bolsa Família junto com auxílio de R$600

Cronograma de pagamentos do auxílio emergencial poderá ser modificado para os beneficiários do Bolsa Família. Nessa segunda-feira (4), o presidente da Caixa Econômica, Pedro Guimarães, informou que está se articulando com o governo federal para alterar a ordem da liberação dos R$ 600. De acordo com ele, os depósitos do projeto social, aliados aos demais grupos, está gerando superlotações nas agências bancárias.  

URGENTE! Caixa afirma que não fará pagamento do Bolsa Família junto com auxílio de R$600 (Imagem: Reprodução - Google)
URGENTE! Caixa afirma que não fará pagamento do Bolsa Família junto com auxílio de R$600 (Imagem: Reprodução – Google)
publicidade

Pedro afirmou que, a ideia é que o pagamento da segunda parcela do coronavoucher não aconteça juntamente com os envios do Bolsa Família. Para maio, a previsão da liberação do programa começa no dia 17. 

No entanto, no mesmo período o ministério da economia deverá autorizar mais uma parcela aos demais beneficiários: desempregados, autônomos e MEI’s 

Em entrevista, o representante afirmou que deverá se reunir com Paulo Guedes, ministro da economia, e com o presidente Jair Bolsonaro para estruturar uma nova ordem de funcionamento. De acordo com ele, a decisão diminuirá o fluxo de pessoas nas unidades físicas da Caixa e reduzirá o risco de contaminação do covid-19.  

Guimarães, afirmou ainda que a população está tendo dificuldade para lidar com as ferramentas online, desenvolvidas especificamente para o monitoramento do benefício.

Ele explicou que, a grande maioria das pessoas que estão indo até a Caixa não entendem como acessar os aplicativos, e por isso há uma lotação.  

“São 30 milhões de brasileiros que estão tendo conta pela primeira vez e nessa parte da população há uma necessidade de ajuda porque a grande maioria tem dificuldade em entender um aplicativo” 

Atualmente, a população conta com o app Auxílio Emergencial, desenvolvido exclusivamente para poder fazer os cadastros e solicitações do benefício.

Além disso, para quem for receber pela poupança digital, a instituição lançou a ferramenta Caixa Tem. Sua finalidade é mostrar os valores depositados, realizar transferências e acompanhar o calendário de recebimento.  

Quanto a isso, Guimarães explicou que com o funcionamento dos apps, as agências estão com as filas andando mais rápido e podem reduzir seus horários de funcionamento, para manter a segurança de seus servidores. 

“A grande maioria [das agências] fecha às 14h, mas se houver movimento, continuamos a atender, muitas vezes até depois das 16h, quando o movimento é muito grande”, afirmou.  

Eduarda AndradeEduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco e formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguagens. No mercado de trabalho, já passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de ter assessorado marcas nacionais como a Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.