Saque do Bolsa Família de R$600: GUIA completo para você não ter dúvidas sobre seus direitos

PONTOS CHAVES

  • Governo libera R$ 600 para beneficiários do Bolsa Família
  • Auxilio irá suprir o valor das bolsas pelo programa
  • Calendário de pagamento iniciará no próximo dia 16 e vai até junho
  • Para saber se tem direito, aplicativo permite consulta gratuita

Beneficiários com direito ao saque do Bolsa Família precisam ficar atentos ao novo calendário. Após anunciar a liberação do auxílio emergencial de R$ 600 para a população de baixa renda, o Ministério da Cidadania incluiu uma série de mudanças no pagamento do programa. Esse mês de abril, os contemplados passarão a receber a partir do próximo dia 16 e poderão substituir o valor de suas bolsas pelo quantitativo ofertado no coronavoucher.

Saque do Bolsa Família de R$600: GUIA completo para você não ter dúvidas sobre seus direitos (Imagem: Reprodução - Google)
Saque do Bolsa Família de R$600: GUIA completo para você não ter dúvidas sobre seus direitos (Imagem: Reprodução – Google)

Por se tratar de uma medida provisória de caráter temporário, terá direito ao pagamento todos aqueles que estiverem veiculados ao Bolsa Família, além dos trabalhadores informais, autônomos e microempresários.

Para os registrados no BF, o direito ao recebimento é automático, uma vez em que já estão devidamente inscritos no Cadastro Único.

Leia também: ‘Coronavoucher’: Entenda como sacar os R$600 ONLINE e evitar filas

Desse modo, receberá o valor extra todos aqueles que, ao longo dos últimos meses, gozaram os auxílios ofertados pelo projeto e estão com suas informações pessoais devidamente atualizadas na plataforma social.

A medida não determinou regras de distinção para os beneficiários do BF, fazendo com que todas as 14 milhões de famílias cadastradas passem a ter acesso ao auxílio.

Valor do auxílio emergencial

Para esse grupo, o pagamento seguirá o limite de R$ 600 estipulado pelo poder público. No entanto, a quantia não poderá ser acumulada com os demais depósitos tradicionalmente ofertados pelo projeto.

Isso significa que, os beneficiários têm duas opções, receber o teto do coronavoucher ou então optar pelo saque do Bolsa Família em valor normal, que fica em torno de R$ 188, até atingir o pagamento máximo.

A substituição poderá ocorrer por até três meses, data de vigência da medida provisória que autoriza o auxílio.

Mães solteiras que são chefes de família, isto é, as únicas responsáveis pelo sustento familiar, terão direito a R$1.200.

Calendário de saque do Bolsa Família

A liberação dos recursos deverá seguir o calendário já anunciado pelo Ministério da Cidadania. Nesse mês, os depósitos passarão a ser feitos a partir do próximo dia 16. Em maio, o valor será liberado no dia 17 e em junho no dia 18.

O ordem dos envios permanecerá sendo feita de acordo com o número final do cartão do programa, que pode ser consultada na tabela abaixo:

Calendário de pagamento do Bolsa Família 2020
Calendário de pagamento do Bolsa Família 2020

A partir do mês de julho, os valores devem retomar ao normal, levando em consideração os cálculos feitos de acordo com a realidade de cada família. A partir do quantitativo de pessoas, se há crianças, gestantes ou adolescentes, conforme determina as regras do projeto.

Como receber o auxílio emergencial

O pagamento será feito igual aos meses anteriores. Os cadastrados terão os valores depositados em suas contas e poderão retira-los nas unidades da Casa Lotérica ou da Caixa Econômica Federal, sob a apresentação do Cartão Cidadão ou documento oficial com foto.

No entanto, considerando o atual cenário de pandemia e isolamento social, o governo reforça que a população priorize o saque digital, de modo que diminuía o fluxo de aglomerações em pontos físicos. Nesse caso, os valores deverão ser utilizados por meio da função de débito.

Leia também: Abono salarial 2020 não vai ser pago esse ano? Entenda aqui!

Consultar valor de saque do Bolsa Família

Para aqueles que estiverem em dúvida se irão ou não receber o benefício e qual o valor total, há uma oportunidade de consulta por meio do aplicativo do Bolsa Família. Disponível na versão IOS e Android, a ferramenta é gratuita e permite que os usuários tenham acesso as principais informações sobre o programa.

Basta instalar o app por meio da loja eletrônica do aparelho, informar o número do cadastro do programa e fazer o login com a senha pessoal.

Estando conectado ao seu perfil privado, o beneficiário poderá conferir quais os valores dos auxílios tradicionais que já lhe são ofertados e somar a diferença restante para completar os R$ 600 estipulados pelo auxílio emergencial.

Além disso, a ferramenta também fornece o calendário completo de pagamento e demais notificações e determinações promovidas pelo Ministério da Cidadania.

Se ainda assim houver dúvidas, o governo recomenda que os mesmos entrem em contato por meio do número 0800-707-2003, tendo em vista que as unidades presenciais de atendimento estão fechadas temporariamente.

Possibilidade de cadastro ou solicitação

Quem estiver em dúvida se precisa ou não formalizar a solicitação do benefício, pode ficar tranquilo. Como mencionado acima, o valor será ofertado automaticamente para todos que estiverem cadastrados e devidamente segurados pelo Bolsa Família.

Estando inscrito no Cadastro Único, não haverá a necessidade de entrar com um pedido de liberação do valor, tento em vista que o governo terá acesso a renda pessoal de cada usuário e identificará a necessidade do auxílio.

A inscrição é necessária apenas para quem não estiver registrado na plataforma, o que não é o caso da população do Bolsa Família que obrigatoriamente precisa do cadastro para poder receber os auxílios.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Saque do Bolsa Família de R$600: GUIA completo para você não ter dúvidas sobre seus direitos

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA