Aprenda a consultar o saldo do FGTS e saiba quanto pode receber

Nesta quarta-feira (8), o governo detalhou as regras da nova rodada de saque do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). A medida foi anunciada por conta da pandemia de coronavírus que está afetando o nosso país. 

Aprenda a consultar o saldo do FGTS e saiba quanto pode receber
Aprenda a consultar o saldo do FGTS e saiba quanto pode receber (Imagem:Montagem/FDR)

Essa nova modalidade vai permitir que sejam sacados até R$1.045 entre as contas do fundo. 

Leia Também: Aprenda a consultar saldo do FGTS e saiba se vai sacar R$1.045

O saque poderá ser feito a partir do dia 15 de junho, o prazo final para realizar o saque é até dia 31 de dezembro de 2020.

De acordo com a medida provisória, o limite desta vez não é por conta e sim por trabalhador. Sendo assim, o limite é por CPF. 

Aqueles que possuem mais de uma conta no fundo, a medida prevê que a primeira liberação de contas vinculadas de contratos extintos, ou seja, de empregos passados do trabalhador, iniciando pela que tiver o saldo menor. E apenas depois as contas vinculadas.

Como consultar o saldo do FGTS

O trabalhador pode realizar a consulta do valor de suas contas e ter ideia de quanto será possível receber na nova liberação pelo site da Caixa ou pelo aplicativo do FGTS. 

Nas duas plataformas é necessário fazer um cadastro. As senhas são diferentes, mas as informações são as mesmas. 

Por meio do aplicativo é necessário fazer o download em seu smartphone (iOS ou Android). Depois, fazer os seguintes passos:

  1. Será preciso fazer um cadastro, com CPF, nome, data de nascimento e e-mail;
  2. Cadastre uma senha (deve ser numérica e ter ao menos seis dígitos);
  3. Selecione “não sou um robô” e, depois, “cadastre-se”;
  4. Após preencher as informações, o sistema enviará um link para o e-mail informado. Entre no e-mail, e confirme o endereço eletrônico;
  5. Volte ao aplicativo, informe o CPF e a senha;
  6. O programa fará perguntas relacionadas ao seu trabalho, como quando você ingressou em determinada empresa e se trabalhou em determinado lugar;
  7. Leia os termos e condições do aplicativo. Se aceitar, clique em “continuar”. Nessa hora, há a opção de cadastrar o número do celular para receber informações sobre o FGTS;
  8. A partir daí, é possível verificar quanto está depositado em seu FGTS. Ao clicar em “ver todas as contas” o app mostra quanto há de dinheiro nas contas trabalhadas e, no caso dessa nova liberação, a ordem de saque começa dos contratos extintos (do maior para o menor). Caso você tenha menos de 1.045 reais na soma das contas, será possível pegar o recurso. Se tiver esse limite ou mais, a liberação está limitada ao valor. Lembrando que, desta vez, o limite é por trabalhador.

Já no site os passos são:

  1. Digite seu CPF, NIS ou email, clique em “não sou um robô” e depois em “cadastrar/esqueci a senha”;
  2. Tenha em mãos o número do NIS/PIS. Esse dado pode ser encontrado no Cartão do Cidadão, na Carteira de Trabalho, extrato impresso do FGTS ou no site Meu INSS.;
  3. Após informar o número do NIS/PIS, clique em “cadastrar senha”. Preencha seus dados e faça o login para acessar a conta;

Leia Também: Abono salarial 2020 não vai ser pago esse ano? Entenda aqui!

4. Para verificar o extrato, clique em “FGTS” e escolha “Extrato Completo”. O site vai mostrar todas as suas contas vinculadas, da mais antiga para a mais recente.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.