BC pode trazer opção INÉDITA de acesso à crédito financeiro

Setor econômico pretende reformular liberação de crédito financeiro durante o período da crise. Nessa semana, o Banco Central anunciou que está estudando uma forma de conceder empréstimos por meio das maquininhas de cartão. A proposta ainda está sendo preparada, mas tem como objetivo auxiliar os pequenos e médios empresários que não conseguem obter recursos pelas grandes instituições.

BC pode trazer opção INÉDITA de acesso à crédito financeiro (Imagem: Reprodução - Google)
BC pode trazer opção INÉDITA de acesso à crédito financeiro (Imagem: Reprodução – Google)

De acordo com o BC, a iniciativa poderia ajudar a categoria a lidar com o período de crise. Para isso, o banco vem dialogando com o Ministério da Cidadania de modo que juntos possam estruturar uma proposta favorável ao atual cenário.

A conversa virou pauta em uma conferência, realizada nesse sábado (4), que contou com a participação de investidores e empresários. De acordo com o presidente do BC, Roberto Campos Neto, a sugestão foi enviada para Paulo Guedes, atual ministro da economia, que irá avalia-la juntamente com as demais medidas do pacote emergencial.

Ambos afirmam que, para lidar com o período de crise, será preciso ofertar possibilidades de empréstimo para todas as classes econômicas. De acordo com eles, o governo está ciente das decisões e desdobramentos financeiros e só validará a proposta se for necessária para garantir o funcionamento dos pequenos e médios negócios.

Existe um questionamento do que fazer com as menores [empresas]. E entendemos que a possibilidade de fazer via maquininhas talvez tenha uma abrangência grande. Trabalhamos, desenhamos e sugerimos um programa como esse“, explicou Campos Neto.

Avaliação posterior

O representante falou ainda que a medida de oferecer crédito financeiro por intermédio das operadores de maquininhas de cartão, vem sendo estruturada desde antes da chegada do Covid-19. Ele explicou que, o projeto só não tomou andamento porque precisava viabilizar as plataformas digitais que o faria funcionar.

Ao lado de Paulo Guedes, Neto informou que há ainda uma série de serviços considerados prioritários e por isso a pauta não tinha ganho adiantamento. No entanto, considerando a atual situação do mercado, o assunto deverá ser visto entre os próximos dias.

“Tanto aplicativos, quanto maquininhas são viáveis. Estamos estudando e sei que o BC já está examinando”, afirmou Guedes.

Espera-se que novas informações sejam divulgadas ainda nos próximos dias. Se o projeto for validado, a categoria de microempreendedores poderá ofertar e receber crédito financeiro por meio das tradicionais maquininhas.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA