ANÚNCIO

Os aposentados e pensionistas do INSS, o Instituto Nacional do Seguro Social, devem ficar atentos ao recebimento dos pedidos de revisão de benefícios liberado pelo governo federal nesta semana. Para isto, é necessário consultar se terá ou não direito a liberação.

INSS: saiba como consultar pedido de revisão que será liberado essa semana (Reprodução/Internet)
INSS: saiba como consultar pedido de revisão que será liberado essa semana (Reprodução/Internet)
ANÚNCIO

De acordo com a previsão do governo, até o final desta semana a expectativa é de que 118.199 beneficiários tenham acesso a R$ 1 bilhão. Deste total, mais de R$ 800 milhões são oriundos dos pedidos de revisão das matérias previdenciárias e assistenciais, como revisões de aposentadorias, auxílios-doença, pensões e outros benefícios.

Leia Também: Calendário INSS: próximo pagamento começa essa semana!

Deste número, são 61.241 beneficiários correspondente a 50.761 processos ligados ao INSS. O valor total foi liberado na última segunda-feira (23) pelo o CJF (Conselho da Justiça Federal). Este total será direcionado para aqueles para que ganharam ações judiciais de revisão ou concessão de benefícios previdenciários.

Vale destacar que o recebimento do benefício é diferente de acordo com o valor no qual o beneficiário irá receber. Aqueles cujo as autorização de pagamento dos valores atrasados somem até 60 salários mínimos (R$ 62.700, em 2020) será repassado aos poucos.

Mas, de acordo com os procedimentos de justiça estes benefícios são pagos sob lotes mensais, quando o beneficiário sempre receberá o valor ao mês seguinte da definição do processo.

Já aqueles que têm direito a valores acima de 60 salários mínimos, será observada uma nova forma de pagamento. Isto porque a dívida judicial passa a ser chamada de precatório, e o pagamento é realizado em um lote anual a ser definido.

Leia Também: FGTS, férias e mais: saiba o que MP pretende para manter empregos

Antes de tudo, para saber se o beneficiário irá receber neste lote, é necessário acessar a página na internet do TRF (Tribunal Regional Federal) responsável pela localidade em que a ação foi iniciada. Aos que realizam a contratação de um advogado, podem solicitar que o mesmo faça este procedimento.

Vale destacar que o procedimento deve ser feito de forma coordenada. Alguns estados do país liberam os pagamentos de forma diferenciada, por isso é necessário que cada um observe e procure o correspondente ao seu caso.

Juan Gouveia, formado em jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP). É redator do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular, direitos trabalhistas e finanças diariamente.