BNDES toma decisão que afeta vida financeira de quem tem empréstimo

Mais uma medida para driblar a crise gerada pelo coronavírus. Nesse domingo (22), o BNDES anunciou que irá suspender a cobrança de empréstimos pelos próximos 6 meses. Segundo a administração da instituição, a iniciativa tem como objetivo reforçar o caixa de pequenas e grandes empresas, de modo que as mesmas consigam ter capital para manter-se no mercado.

BNDES toma decisão que afeta vida financeira de quem tem empréstimo (Imagem: Reprodução - Google)
BNDES toma decisão que afeta vida financeira de quem tem empréstimo (Imagem: Reprodução – Google)

A ação deverá atender negócios ligados à área de Petróleo e Gás, Aeroportos, Portos, Energia, Transporte, Mobilidade Urbana, Saúde, Indústria e Comércio e Serviços. Ao todo, serão investidos aproximadamente R$ 30 bilhões, sendo R$ 19 bilhões para as operações diretas e R$ 11 bilhões para indiretas.

Leia também: Coronavírus: BNDES insere R$55 bilhões para dar assistência a empresas e trabalhadores

Ao anunciar a medida, o presidente do BNDES, Gustavo Montezano, afirmou que ela faz parte de um pacote de injeção de R$ 55 bilhões para manter a economia nacional. E disse que os recursos serão custeados por meio da venda, no valor de R$ R$ 22 bilhões, de ações da Petrobras, em leilão realizado no dia 5 de fevereiro.

Além disso, as decisões vem sendo tomadas em parceria com o ministério da economia, de modo que possa rentabilizar valores dos cofres públicos. Além das modificações nos empréstimos, a ação contará também com uma portabilidade de R$ 20 bilhões do PIS/PASEP para o FGTS desses trabalhadores.

Ajustes do BNDES para os microempreendedores

Os donos de pequenas empresas também serão beneficiados. A instituição anunciou que irá ofertar cerca de R$ 5 bilhões em crédito para os negócios de pequenos e médio porte. Segundo o presidente da República, a medida terá como finalidade segurar a categoria do funcionamento de seus serviços, mesmo sob a ordem de quarentena.

Leia também: Receita Federal muda temporariamente regras sobre cobranças

“Reconhecemos que o vírus tem que ser tratado com o devido cuidado – ele pode ser fatal para determinada camada da sociedade. Isso nos preocupa muito, a vida em primeiro lugar. Por outro lado, não perdermos emprego é muito importante. Assim sendo, essas medida são de extrema importância“, afirmou Jair Bolsonaro.

Com a proposta, espera-se que as empresas consigam obter um faturamento de até R$ 300 milhões. Para isso, cada beneficiário poderá ter um limite de crédito de R$ 10 milhões, de modo que possa ter capital de giro entre seus concorrentes.

Os empréstimos solicitados terão uma carência de 24 meses e um pagamento em até 60 meses.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA