Dólar de turismo sobe mais uma vez e alcança R$5,20 em SP

Mediante a atual crise econômica em todo o mundo, ocasionada pela proliferação do coronavírus e pela queda do petróleo, a moeda americana vem sofrendo variações e registrando elevações histórias. Nessa segunda-feira (16) o dólar de turismo ficou fixado em R$ 5,20 em São Paulo, sendo o maior preço da década.

Dólar de turismo sobe mais uma vez e alcança R$5,20 em SP (Imagem: Reprodução - Google)
Dólar de turismo sobe mais uma vez e alcança R$5,20 em SP (Imagem: Reprodução – Google)

Segundo especialistas, a supervalorização deve ser relacionada a volatilidade dos mercados, tendo em vista que os investidores estão paralisando suas movimentações econômicas devido a atual fase da economia global. Até a última semana, a moeda estava no valor de R$ 5,00.

Tais números estão sendo considerados como recordes para a história do mercado. Quem precisar viajar para países onde a circulação financeira for por meio do dólar precisará pagar ainda mais caro, pois as taxações das corretoras de câmbio encarecem ainda mais a moeda.

Leia também: Dólar de turismo a R$5,45 com euro e libra também em alta

Segundo uma reportagem do UOL, nessa segunda-feira (16), as casas de câmbio estavam comercializando o dólar de turismo já levando em consideração o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras), fazendo com que o preço final fosse de R$ 5,43.

As demais moedas como o euro e a esterlina também estão registrando aumentos, sendo vendidos por R$ 5,80 e R$ 6,06 respectivamente.

Negociação na revenda do dólar de turismo

Ao procurar pelas moedas nas casas de câmbio comerciais, os viajantes terão que lidar com parcelas mais caras, tendo em vista que antes de comercializar as marcas precisam aplicar as taxas de imposto e cotação de juros.

Leia também: Saque do PIS: saiba o que precisa para receber o benefício

Isso faz com que o produto torne-se ainda mais caro. Quem for comprar com dinheiro em espécie terá valores extras menores, pois o IOF fica em 1,1%. No entanto, quem optar pelo cartão de crédito deverá arcar com mais 6,38% e ficará sujeito a variações durante o dia.

Atualmente, os valores das moedas em SP são:

Dólar:

  • GetMoney: R$ 5,20 (dinheiro) e R$ 5,43 (cartão pré-pago)
  • Ecofortes: R$ 5,20 (dinheiro) e R$ 5,43 (cartão pré-pago)
  • Ourominas: R$ 5,20 (dinheiro) e R$ 5,43(cartão pré-pago)
  • Frente Corretora: R$ 5,22 (dinheiro) e R$ 5,54 (cartão pré-pago)
  • Fast Money: R$ 5,20 (dinheiro) e R$ 5,44 (cartão pré-pago)

Euro:

  • GetMoney: R$ 5,79 (dinheiro) e R$ 6,05 (cartão pré-pago)
  • Ecoforte: R$ 5,80 (dinheiro) e R$ 6,06 (cartão pré-pago)
  • XTrade: R$ 5,81 (dinheiro) e R$ 6,06 (cartão pré-pago)
  • Câmbio Fácil Online: R$ 5,75 (dinheiro) e R$ 6,02 (cartão pré-pago)
  • BestMoneyTur: R$ 5,95 (dinheiro)

Libra:

  • GetMoney: R$ 6,50 (dinheiro) e R$ 6,76 (cartão)
  • Federal Câmbio: R$ 6,50 (dinheiro) e R$ 6,77 (cartão pré-pago)
  • Fast Money: R$ 6,51 (dinheiro) e R$ 6,78 (cartão pré-pago)
  • Best Money Tour: R$ 6,86 (dinheiro)
  • Star Câmbio: R$ 6,79 (cartão pré-pago)

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA