Voos internacionais podem ficar mais baratos com nova MP

O Ministério da Infraestrutura está estudando usar a denominada MP do Turismo, que foi editada no final do ano passado, para o fim do adicional de embarque pago para os voos internacionais que custavam cerca de US$18.

Voos internacionais podem ficar mais barato com nova MP
Voos internacionais podem ficar mais barato com nova MP (Imagem:Reprodução/Google)

A mudança irá começar a valer a partir de 2021 por conta do orçamento, mas o governo gostaria de ver o tema endereçado ainda neste ano como forma de sinalização ao mercado. 

Leia Também: Aprenda a usar o cartão Nubank para recarregar seu celular

O secretário nacional de Aviação, Ronei Saggioro Glanzmann, já realizou discussões sobre o assunto com o relator da MP, o deputado Newton Cardoso JR. (MDB-MG).

Desde que a medida foi anunciada em outubro pelo ministro da infraestrutura, Tarcísio Freitas, a pasta tem afirmado que a extinção desse adicional provavelmente seria realizada por meio de uma medida provisória.

A estratégia é de utilizar um texto que já está tramitando em busca de evitar que o Congresso tenha uma reação negativa a mais uma MP editada pelo governo de Jair Bolsonaro. 

A ideia de encaminhar a questão por meio de iniciativa ligada ao turismo não é nova. Na época do anúncio, a assessoria do Ministério disse que a providência poderia entrar em MP que agregaria “uma série de ações de fomento ao turismo”.

Em novembro, a MP veio sem citar o tema. No final do ano, o ministro sinalizou que foi necessário modificar os planos por questões orçamentárias.

Ao realizar o balanço das ações do ano de 2019, disse que o fim da taxa ficaria para 2021 e lembrou que acabar com ela implicaria em reduzir as receitas. 

Os técnicos destacaram que a Lei de Diretrizes Orçamentárias no ano passado, vedava a criação de qualquer benefício de natureza tributária ou financeira. Agora, a amarra não existe mais e isso possibilitou a retomada dos processos. 

Leia Também: FGTS será disponibilizado em mais uma modalidade conforme ordena a Justiça

No ano de 2018, a União arrecadou cerca de R$700 milhões com a cobrança sobre os voos internacionais. A taxa foi criada no ano de 1999 pelo governo de Fernando Henrique Cardoso.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA