Agência do INSS em Bauru normaliza atendimento após paralisação

Nesta quarta-feira (4), o atendimento do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), na cidade de Bauru, voltou ao normal depois de quase uma semana parado. A agência do INSS na cidade precisou suspender os serviços após um problema com o provedor de internet.

Agência do INSS em Bauru normaliza atendimento após paralisação
Agência do INSS em Bauru normaliza atendimento após paralisação (Imagem:Reprodução/Google)

A agência afirmou que o sistema caiu desde às 16h30 da última quarta-feira (27). Após isso, a empresa de tecnologia foi acionada imediatamente para solucionar o problema.

Leia Também: Reforço no INSS pode dar espaço para ocupação de cargo público sem concurso

O órgão informou ainda que os funcionários chamados foram ao local diversas vezes, mas não conseguiram solucionar a situação, que só foi normalizada no dia 4 de março.

Durante o tempo que a agência do INSS ficou sem realizar atendimentos, foram causados transtornos aos moradores da cidade. Em entrevista a TV Tem, aposentados e pensionistas reclamaram que não estavam conseguindo dar andamento nos benefícios, nem de maneira presencial e nem virtual. 

Isso fez com que nesta segunda-feira (2), se formasse uma fila em frente a unidade de Bauru. 

O órgão, destacou ainda que é possível receber atendimento pelo site do INSS, no qual os usuários podem realizar 90 dos 96 serviços que são oferecidos pelo Instituto.

Apenas serviços que não possuem agendamento e nem de acesso à rede, como orientação e informação sobre os serviços previdenciários, estão sendo prestados normalmente.

O INSS de Bauru, assim como as unidades de todo o Estado, estão com tempo médio de espera de 128 dias para a concessão de benefícios, desde o mês de janeiro. Antes,o período de espera era de mais ou menos um mês.

Em quatro anos, apenas a unidade de Bauru perdeu quase metade de seu quadro funcional. Já em Janeiro de 2016, 55 servidores estavam lotados na agência.

No primeiro mês deste ano, o número efetivo caiu para 28 funcionários. No país, a autarquia atingiu 23 mil servidores, o menor quadro de sua história.

Nos últimos dias, o presidente Jair Bolsonaro anunciou um conjunto de medidas que ajudariam a reduzir o tempo de espera pelos benefícios. Atualmente, são 1,3 milhão de pessoas que aguardam a análise dos seus pedidos há mais de 45 dias. 

Leia Também: Concurso da Adasa abre 25 vagas com salários de até R$10 mil

Uma das medidas anunciadas são o preenchimento de mais de 8 mil vagas entre militares da reserva e servidores aposentados do órgão que trabalharão em agências do INSS para conter a crise. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA