Cursos financeiros serão lançados pensando no universo feminino

O mercado financeiro é dominado pelos homens, no Tesouro Direto apenas 30% dos investidores são mulheres. Já na Bolsa de Valores, 13% dos ativos pertencem ao público feminino, conforme informou o portal Valor Investe. O que mostra o mercado desigual. Mas, com a ideia de fazer com que as mulheres entrem cada vez neste nicho, investidoras lançarão uma sequência de cursos financeiros especialmente para o público feminino.

Cursos sobre finanças são lançados para público feminino vagas 
Cursos financeiros serão lançados pensando no universo feminino (Imagem:Reprodução/ Valor Investe)

A ideia dessas mulheres com os cursos financeiros é programar aulas com curta duração, trazer temas atuais e que saiam do “economês”. 

Leia Também: Concurso de Goiânia abre inscrições em março com 1,5 mil vagas

Sendo assim, elas criaram a Grupo Independente de Mulheres Investidoras (GIMI), uma rede de networking para que mulheres possam se conhecer e compartilhar entre elas o seu conhecimento sobre o mercado financeiro. 

Queremos atender todas as mulheres, mesmo quem sabe pouco ou nada. O objetivo é passar conhecimento para que elas não sejam surpreendidas em caso de divórcio ou viuvez e para aprenderem a cuidar do seu próprio dinheiro”, diz Regina Giacomelli Politi, cofundadora da empresa de educação.

O lançamento da plataforma de educação financeira será realizado no dia 8 de março, no dia Internacional da Mulher, no Shopping Iguatemi, em São Paulo.

No dia da estreia já está programada uma conversa com o ex-presidente do Santander e da Editora Abril, Fábio Barbosa, nomes com grande relevância. O assunto será sobre sustentabilidade nos negócios e será mediado pela jornalista Thais Herédia. 

Neste primeiro semestre já estão programados três módulos de cursos dos níveis básico, intermediário e avançado que terão explicação didática sobre o mundo financeiro e dinâmica econômica, renda fixa e impacto dos juros nos investimentos e renda variável e mercado de ações. 

O preço dos módulos é de R$3 mil e o coordenador é o professor Hudson Bessa, doutor em administração pela FEA-SP.

Nos próximos semestres, a ideia é abrir mais opções de assuntos complementares, como legislação, planejamento sucessório, fundo imobiliário, investimento no exterior, como montar um portfólio de investimento, finanças comportamentais, leitura de balanços corporativos e etc. 

Leia Também: MP do INSS incluí seleção de aposentados para outros órgãos

Há uma ideia de criar cursos financeiros para os pais ensinarem aos seus filhos a respeito do controle do dinheiro, já que o assunto ainda é um grande tabu para as famílias.

Mais informações sobre o assunto, e quem deseja entender melhor quem são as criadoras do sistema, basta acessar o site Gimi Network.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA