Brasil Mais será lançado para melhorar gestão de 200 mil MEI até 2022

Novidades estão sendo previstas para ações destinadas aos Microempreendedores Individuais, os MEI. O programa Brasil Mais irá permitir uma melhor gestão deste público por todo país, além de atender fluxo operacional.

Brasil Mais será lançado para melhorar gestão de 200 mil MEI até 2022 (Reprodução/Internet)
Brasil Mais será lançado para melhorar gestão de 200 mil MEI até 2022 (Reprodução/Internet)

O texto da iniciativa foi assinado na última terça-feira (18) pelo presidente Jair Bolsonaro. De acordo com o Ministério da Economia, expectativa é de atender 200 mil empregadores deste setor até 2022.

Leia Também: MEI ganha opção de empréstimo com juros baixos no Pará

Na prática, o programa usará metodologias e ferramentas de baixo custo com o intuito de melhorar a capacidade de gestão e, também, de produção.

Outro ponto a ser observado é reduzir desperdício e aprimorar processos, observado assim, um cenário de transformação digital, no qual tem impactado diretamente setores da indústria, comércio e serviços.

Os interessados em participar do programa devem realizar o cadastro no portal da iniciativa, além de responder uma pesquisa no qual detalha o grau de maturidade, produtividade e gestão. Esta é a primeira etapa do critério, logo após o governo detalha que haverão novos fluxos a serem seguidos.

A companhia encaminhará as empresas dos demais setores que faturam até R$ 4,8 milhões por ano para o atendimento assistido do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), no caso das indústrias, ou para o Serviço Brasileiro de Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

A formulação da iniciativa foi detalhada pelo Ministério da Economia com influências nas experiências internacionais. Sendo assim, espera-se ter um impacto positivo na produtividade das empresas.

O Brasil Mais será gerido pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e executado pelo Senai e pelo Sebrae. A pasta que assumirá a coordenação será a da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade.

Leia Também: IPVA RS 2020: 2° parcela e taxa do licenciamento devem ser pagas até a próxima semana

O atendimento no programa foi divido em fluxos, observando as seguintes especificidades: indústrias de 11 a 499 funcionários serão atendidas pelo Senai. Órgão será responsável pela capacitação profissional, promovendo o aprendizado coletivo em grupos de seis a oito empresas, e conduzirá consultorias especializadas em práticas e tecnologias que potencializem os resultados da produção, com base nas metodologias de manufatura enxuta.

Entende-se que ao todo, serão 1,3 mil consultores atuando em todo o país, ainda deve considerar neste número professores e tutores dos cursos de capacitação online e presenciais e equipes de suporte.

Já o Sebrae oferecerá orientação técnica e consultorias individuais. O atendimento será realizado de diferentes formas para o público, sendo a etapa inicial realizada para aperfeiçoem habilidades e práticas gerenciais.

Após esta etapa, será realizado um diagnóstico aprofundado da gestão e será desenhado um plano de ação personalizado, com medidas de gestão e inovação. Atuarão nesta etapa 1,1 mil profissionais.

No total, o Brasil Mais terá três etapas, sendo a primeira destinada para otimização, a segunda para estimular o uso das tecnologias digitais e a última para acelerar a adoção de tecnologias da Indústria 4.0 por meio de projetos pilotos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA