Dólar sobe e Paulo Guedes faz posicionamento polêmico para justificar

Com o valor do dólar em alta, há uma parcela da população que vem enfrentando dificuldades tanto na questão de relação financeira quanto nos investimentos. Entendendo este cenário, o ministro da Economia, Paulo Guedes, declarou durante entrevista que há justificativas para o valor atual, mas acaba soltando frase polêmica que gerou alta repercussão.

Dólar sobe e Paulo Guedes faz posicionamento polêmico para justificar alta (Reprodução/Agência Brasil)
Dólar sobe e Paulo Guedes faz posicionamento polêmico para justificar alta (Reprodução/Agência Brasil)

De acordo com o ministro, o país passa por mudanças e o modelo não é mais de “juro na lua e câmbio baixo, desindustrializando o Brasil”, destaca em entrevista. Segundo avaliação, ele detalha que o valor alto é considerado bom para todos.

Leia Também: Paulo Guedes promete lançar pacote com reforma tributária e econômica

Guedes acabou pontuando que com o real mais apreciado, com níveis parecidos ao dólar, facilitaria à viagem ao parque da Disney, localizado em Orlando na Flórida. A frase ainda foi complementada com a justificativa de incentivar a visita a locais nacionais.

“Todo mundo indo para a Disneylândia, empregada doméstica indo para a Disneylândia, uma festa danada. Peraí, vai passear ali em Foz do Iguaçu, vai passear no Nordeste, está cheio de praia bonita. Vai conhecer Cachoeiro do Itapemirim, vai conhecer onde o Roberto Carlos nasceu”, destaca Guedes durante a abertura do Ano Legislativo de 2020, em Brasília.

Ao tentar justificar a sua fala sobre a relação com empregadas domésticas, ele é enfático e ponta que a justificativa é de que “o câmbio estava tão barato que todo mundo estava indo para a Disneylândia, até as classes sociais mais… Todo mundo tem que ir para a Disneylândia conhecer um dia, mas não três, quatro vezes ao ano.”

Leia Também: Calendário do Bolsa Família inicia pagamento para mais de 13 milhões de famílias

Os dados atuais mostram que o dólar apresentou sua quinta alta consecutiva e fechou o pregão a R$ 4,35, maior cotação da história, em termos nominais. Ainda de acordo com Guedes, os valores de juros mais baixos provocam um ponto positivo, pois todo mundo gosta deste momento para investir e consumir mais.

Ministro ainda pontua que o câmbio com valores mais altos faz é bom para aumento das exportações e, como consequência, substituição das importação.

Ele ainda destacou que o Brasil tinha tornando-se o chamado por ele “paraíso dos rentistas e o inferno dos empreendedores”, já no que se trata do governo controlar os gastos públicos, é considerado o efeito sobre os juros.

Sobre o assunto de juros, Guedes pontua que não considera aceitável que o país gaste R$ 400 bilhões por ano com juros da dívida. “Quando você joga em dez anos, também chega a R$ 1 trilhão de economia [com a reforma da Previdência].”

Ele ainda prevê uma reforma administrativa e garante que não mexerá com os direitos adquiridos dos atuais servidores. Afirmou ser a favor da aprovação das PECs do Plano Mais Brasil e disse ver um ambiente positivo para as reformas.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA