Benefícios do INSS 2020 são reajustados e novo salário começa a valer

Os benefícios do INSS, o Instituto Nacional do Seguro Social, foram reajustados com base no novo salário mínimo que passou a valer em fevereiro. No entanto, a portaria no Diário Oficial da União confirmando o aumento nos pagamentos foi publicada na manhã de terça-feira (11). 

Benefícios do INSS são reajustados e novo salário começa a valer
Benefícios do INSS são reajustados e novo salário começa a valer (Imagem:Reprodução/Google)

O salário mínimo neste ano sofreu um reajuste de 4,48%, de acordo com a variação da inflação que é medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) entre os meses de janeiro até dezembro de 2019.

Leia também: INSS muda regras da pensão por morte; saiba como fica

Com esse aumento, o teto que é o valor máximo que um segurado pode receber do INSS, passou de R$5.839,45 para R$6.101,06.

Os beneficiários do INSS que recebem o valor de um salário mínimo, aumentaram as parcelas de R$998 em 2019 para R$1.045 neste ano. No total, cerca de 70% dos pensionistas da previdência recebem um salário mínimo. 

O índice calcula a variação do custo de vida das famílias com renda mensal de um até cinco salários mínimos. No final do ano passado, o governo reajustou esses benefícios em apenas 3,43%.

Porém, ao divulgar o INPC do ano de 2019, verificou-se que o salário ficou menor que a inflação, isso fez com que essa perda tirasse o poder de compra da população. 

Para que isso fosse evitado o governo anunciou depois que seria realizada uma nova correção no salário mínimo. Sendo assim, o salário saiu de R$1.039 em janeiro para R$1.045.

Os segurados que se aposentaram a partir do mês de fevereiro de 2019 terão o reajuste proporcional, levando em consideração a quantidade de meses em que o benefício foi pago no ano passado. 

O reajuste nos benefícios do INSS atinge as pensões especiais pagas às vítimas da síndrome da talidomida, pessoas com hanseníase, aos beneficiários de prestação continuada, auxílio-doença, pensão por morte e auxílio reclusão.

Leia também: Cheque especial ganha nova regra do BC para melhorar comunicação com o cliente

Além disso, o aumento também foi atribuído para aqueles que recebem salário-família, que é pago aos trabalhadores com filhos de até 14 anos ou inválidos de qualquer idade. O benefício é destinado ao segurado cujo salário não seja superior a R$1.425,56.

 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA