Seguro desemprego 2020 vai receber desconto previdenciário na parcela do próximo mês

Os beneficiários do seguro-desemprego 2020 terão um reajuste no valor do próximo mês. Esta é uma das medidas propostas que tramitam no congresso. Caso aprovada, poderá tornar optativa a contribuição previdenciária de quem receber seguro-desemprego.

Seguro desemprego 2020 vai receber desconto previdenciário na parcela do próximo mês (Reprodução/Google Imagens)
Seguro desemprego 2020 vai receber desconto previdenciário na parcela do próximo mês (Reprodução/Google Imagens)

As informações são do deputado Christino Aureo (PP-RJ), relator da Medida Provisória (MP) que criou o programa Verde e Amarelo, que se pronunciou sobre o caso na última terça-feira (4).

Vale ressaltar que no ano passado o governo federal detalhou que passará a cobrar a contribuição de quem receber o benefício, a fim de que o período de desemprego conte para a aposentadoria.

Leia Também: Seguro desemprego: quem não pode receber o benefício?

O presidente Jair Bolsonaro, em novembro do ano passado, já editou a MP que trata do assunto do seguro-desemprego 2020 e já tem força como lei. Mas ainda é preciso que seja aprovada pelo Congresso Nacional para se tornar uma lei em definitivo.

Segundo o texto da Medida Provisória, a contribuição previdenciária referente ao seguro-desemprego começará a valer em março e somente para contratos firmados a partir de janeiro de 2020.

A proposta do deputado Christiano Aureo pontua que se o trabalhador optar por não fazer a contribuição previdenciária, o período de recebimento do seguro-desemprego não contará para a aposentadoria.

Leia Também: Cartão Magazine Luiza: Ouro agora sem anuidade!

Em declaração pública, o deputado detalha que :”essa taxação, uma das ideias que se tem é torná-la opcional, […] não termos que taxar a pessoa desempregada compulsoriamente. É um avanço que nós certamente teremos, sim”.

Atualmente, o valor do seguro-desemprego varia de R$ 1.045 a R$ 1.735,29, de acordo com o salário do trabalhador, considerando a média salarial dos três meses anteriores à demissão. De acordo com a MP, a contribuição previdenciária vai variar entre 7,5% e 11%, conforme o valor do benefício.

A taxação previdenciária foi proposta a fim de financiar o programa Verde e Amarelo, sistema que visa aumentar as vagas de emprego dos jovens entre 18 e 29 anos. E que em contra partida, diminuí os encargos trabalhistas pagos pelas empresas.

Por conta disso, o governo também deixa de receber menos. O FGTS desses trabalhadores, por exemplo, foi reduzido de 8% para 2% na contribuição mensal. Foi daí que surgiu a ideia de inserir no seguro desemprego 2020 a taxação previdenciária, para que as perdas fossem diminuídas.

Quem tem direito ao seguro desemprego 2020

  • Tiver sido dispensado sem justa causa;
  • Estiver desempregado, quando do requerimento do benefício;
  • Ter recebido salários de pessoa jurídica ou pessoa física equiparada à jurídica (inscrita no CEI) relativos a:
    • pelo menos 12 (doze) meses nos últimos 18 (dezoito) meses imediatamente anteriores à data de dispensa, quando da primeira solicitação;
    • pelo menos 9 (nove) meses nos últimos 12 (doze) meses imediatamente anteriores à data de dispensa, quando da segunda solicitação; e
    • cada um dos 6 (seis) meses imediatamente anteriores à data de dispensa, quando das demais solicitações;
  • Não possuir renda própria para o seu sustento e de sua família;
  • Não estiver recebendo benefício de prestação continuada da Previdência Social, exceto pensão por morte ou auxílio-acidente.

Os trabalhadores que se enquadram em algum dos perfil devem realizar a solicitação do seguro-desemprego.

Atualmente, é possível realizar o procedimento online, para isto, é necessário que o interessado informe os dados com o acesso ao Portal Emprega Brasil. Nele, é necessário que o interessado realize o cadastro preenchendo um formulário eletrônico.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA