Saque imediato do FGTS ainda está disponível na Caixa! Aprenda a sacar 

Os trabalhadores que ainda não realizaram o saque imediato do FGTS, o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, têm até o fim do próximo mês para receber. Segundo as últimas informações divulgadas pela Caixa Econômica Federal em janeiro, pelo menos 38 milhões ainda não haviam sacado. 

Saque imediato do FGTS ainda está disponível na Caixa! Aprenda a sacar 
Saque imediato do FGTS ainda está disponível na Caixa! Aprenda a sacar (Imagem:Reprodução/Google)

O FGTS é um benefício pago aos brasileiros que trabalham ou trabalharam com carteira assinada. A conta do fundo é aberta pela empresa contratante, na qual é depositado mensalmente 8% do valor que é recebido pelo trabalhador.

Os beneficiários podem realizar o saque de todas as suas contas do fundo de garantia, sejam elas ativas, do emprego atual ou inativas, de empregos anteriores. 

Saiba também: Saque aniversário do FGTS pode aumentar em 5x limite para empréstimo

A quantia que será sacada depende do quanto foi acumulado até o dia 24 de julho de 2019. Se até esta data o trabalhador tinha em conta R$998, quantia igual ao piso de 2019, poderá receber todo o rendimento. Mas, se a quantia for superior, o máximo por conta é de R$500. 

A modalidade de saque imediato do FGTS permite que o saque seja feito uma única vez, e exclusivamente até o dia 31 de março de 2020. 

Aqueles que possuem conta na Caixa Econômica terão o dinheiro creditado na conta automaticamente. Ou podem transferir usando o aplicativo. 

Já os trabalhadores que não possuem conta na Caixa devem comparecer a uma agência, caixa eletrônico, lotéricas ou correspondentes da Caixa Aqui para o saque. É necessário levar o Cartão Cidadão, sua senha e documento de identificação com foto.

Quem não possui Cartão Cidadão pode fazer o saque imediato do FGTS apresentando apenar seu documento de identidade com foto e a carteira de trabalho.

Atualmente, o dinheiro está disponível na conta de todos os trabalhadores. Mas, depois do prazo final dará início a outra modalidade de saque.

Se o trabalhador não realizar a retirada do dinheiro, ele irá voltará para o fundo, sem prejuízo no rendimento que ficou disponível para saque. 

Vale lembrar que essa opção não inibe o saque rescisão, e não tira o direito do trabalhador de receber a multa de 40% em caso de demissão.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA