Financiamento imobiliário pode ser mais vantajoso dependendo da sua idade

Na hora de realizar a compra de um imóvel próprio, um dos maiores sonhos de diversos brasileiros, é importante pensar no investimento ponderando as informações como taxas de juros e as condições do financiamento imobiliário. Um dos pontos poucos discutidos é que pode existir uma idade sugerida para realizar o procedimento.

Financiamento imobiliário pode ser mais vantajoso dependendo da sua idade (Reprodução/Google Imagens)
Financiamento imobiliário pode ser mais vantajoso dependendo da sua idade (Reprodução/Google Imagens)

De acordo com levantamento na CrediHome — plataforma de comparação de produtos de crédito imobiliário -, encomendado e divulgado pelo Extra, bancos oferecem faixas de desconto e oportunidades diferentes de acordo com a idade do solicitante.

Leia também: Uber: financiamento de veículos vai ficar mais barato para a categoria; veja as condições

Segundo os cálculos, a diferença entre a menor e a maior prestação inicial mensal pode chegar a 7,33%, no caso de um mutuário na faixa dos 30 anos que adquire um crédito de R$ 160 mil.

Em sua totalidade, há prazos diferentes para cada banco. Um exemplo, para os imóveis de R$ 200 mil no prazo de 360 meses, o Itaú oferece opções mais baratas aos 20, 30 e 40 anos.

Já quando tem 50 anos de idade, melhor alternativa é o Santander. Imóveis de R$ 400 mil, o Itaú é o banco que oferece o crédito mais barato aos 20 e 30 anos. E o Bradesco oferece as melhores condições para a faixa de 40 e 50 anos.

É importante que o interessado esteja atentos aos pontos, por se tratar de “uma dívida de longo prazo, qualquer variação na taxa de juros terá um impacto grande no valor total e final do imóvel que está sendo adquirido pelo comprador”, explica Bruno Gama, diretor executivo da Credihome.

Simulação financiamento imobiliário

Arte: Extra

Em resposta ao levantamento, Santander destacou que oferece diferenciais como financiamento de até 90% do valor de imóveis residenciais na modalidade de parcelas atualizáveis (Sistema de Amortização Constante – SAC), em até 420 meses, ou seja, 35 anos. Bradesco preferiu não se pronunciar sobre o levantamento.

O banco  Itaú lembrou que as taxas variam de acordo com o perfil do cliente e o relacionamento com o banco. A Caixa disse que o Custo Efetivo Total (CET) é calculado individualmente, podendo variar de acordo com o perfil do cliente.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA