Imposto de Renda retido da fonte: afinal, o que isso significa?

De março a abril os brasileiros terão que declarar o imposto de renda de 2020. Nesta época aparecem muitos termos técnicos, muitos cálculos e muitas dúvidas. Uma das expressões que fazem coçar a cabeça é “Imposto de Renda retido da fonte”, você sabe o que é isso? Vamos explicar.  

Imposto de Renda retido da fonte: afinal, o que isso significa?
Imposto de Renda retido da fonte: afinal, o que isso significa?

O imposto de renda retido na fonte, também conhecido como IRRF, nada mais é do que um desconto mensal, aplicado pela Receita Federal, incidente no salário bruto dos trabalhadores, não importando se a fonte pagadora é pessoa física ou jurídica.   

Leia também: Imposto de Renda 2020: saiba o que deduzir para pagar menos 

O desconto do imposto de renda retido na fonte acontece sempre que os rendimentos do trabalhador assalariado ultrapassam o teto estabelecido pelo órgão.  

Estas deduções são esperadas em salários normais, o que não se sabe, muitas vezes, é que este imposto pode ser aplicado nas férias e no 13º salário. Ou seja, estes direitos passam a fazer parte do valor base.   

Alguns outros benefícios também estão passíveis de taxação do IRRF, como o seguro-desemprego, auxílio doença, licença maternidade, prêmios, gratificações, participação nos lucros, indenizações por acidente, aposentadoria, entre outros podem sofrer tributação. 

A base do cálculo do IRRF é também conhecida como renda tributável. Em linhas gerais, ela é aquele montante da renda ou dos rendimentos tributáveis de uma pessoa física. 

Para entender como este cálculo funciona você precisa estar a par de que a tabela que serve como base para o IRRF é uma progressiva de alíquotas, determinada pela Receita Federal.  

Deste modo, você tem que saber qual é o seu desconto referente à contribuição do INSS. Um valor pode variar de 8% a 11% do salário bruto. O resultado desta subtração equivale ao valor-base que servirá como referência para o cálculo do imposto de renda retido na fonte. 

Mas não é apenas o INSS que modifica o valor base, a cada dependente declarado em seu documento, é necessário subtrair R$ 189,59 da renda mensal. 

Fez todas as reduções? Agora observe os valores das alíquotas:

  • para a base de cálculo de até R$ 1.903,98, o contribuinte está isento de IRRF; 
  • de R$ 1.903,99 a R$ 2.826,65, a alíquota é de 7,5%, correspondendo a R$ 142,80; 
  • de R$ 2.286,66 a R$ 3.751,05, a alíquota é de 15%, correspondendo a R$ 354,80; 
  • de R$ 3.751,06 a R$ 4.664,68, a alíquota é de 22,5%, correspondendo a R$ 636,13; 
  • acima de R$ 4.664,69, a alíquota é de 27,5%, correspondendo ao valor de R$ 869,36 deduzidos direto na fonte. 

Esse desconto é obrigatório e mensal, além de ser uma responsabilidade do empregador. 

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Imposto de Renda retido da fonte: afinal, o que isso significa?

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Amanda Castro
Amanda Castro é graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) e graduanda de Administração pela Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco (SEE). É responsável pela área de negócios, tráfego e otimização SEO do portal FDR. Além disso, atua como redatora do portal FDR e demais portais de notícias desde 2017, produzindo conteúdo sobre economia, finanças pessoais e programas sociais.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA