Juros do cartão tem alto crescimento em dezembro e assusta usuários

Milhares de brasileiros optam pelo crédito para realizar compras durante todo o ano. Mas, para aqueles que não se planejaram e acabam tendo dívidas com as operadoras, devem ficar atentos as cobranças de juros do cartão. De acordo com dados do Banco Central foi observado um aumento nas taxas em dezembro.

Juros do cartão tem alto crescimento em dezembro, afirma o BC (Reprodução/Agência Brasil)
Juros do cartão tem alto crescimento em dezembro, afirma o BC (Reprodução/Agência Brasil)

Os números mostram que o juro médio do cartão de crédito rotativo teve um aumento, quando comparado ao mês de novembro. Foi de 318,3% ao ano para 318,9%, o que representa uma elevação de 0,6 ponto percentual.

Quando observados os números anuais, o crescimento foi na faixa dos 33,5 pontos percentuais. Já no fim de 2018, a taxa estava elevada e fechou com 285,4% ao ano.

Saiba também: Sabe quanto você gasta para manter seu cartão de crédito? Pesquisa mostra dados impressionantes 

O chefe adjunto do Departamento de Estatísticas do BC, Renato Baldini, detalhou em entrevista ao portal G1 que não há uma explicação monetária para esse aumento.

O profissional pontua que o aumento dos juros do cartão é um movimento de decisão dos bancos. Tendo em vista que ao longo do ano houve uma queda da taxa básica de juros da economia e a inadimplência tem se mantido estável e em um nível baixo.

Já outras linhas de crédito também foram citadas pelos dados divulgados. De acordo com os números, o juro médio do crédito consignado, no qual é descontado na folha de pagamento, de pessoas físicas diminuiu 20,6% ao ano em novembro para 20,2% ao ano no mês de dezembro. O dado representa uma nova mínima histórica para a taxa.

Além deste, a taxa média de juros para aquisição de veículos também caiu. Foi de 19,3% para 19,2%, quando comparada de novembro a dezembro. O número também representa o menor valor da série que já representa quedas desde junho de 2000.

Aos proprietários de empresas, os juros médios para as linhas de capital de giro também se contabilizaram de forma baixa, chegando a 14,2% ao ano em dezembro. E, por fim, no mesmo mês o Banco Central determinou que o juros cobrado ao cheque especial terá como teto 8% por mês e o anual será de, no máximo, cerca de 150%.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.