Aposentadoria do INSS pode subir se o trabalhador seguir essas regras; veja!

Possibilidade de acréscimos na aposentadoria do INSS. Com a aprovação da reforma da previdência, os trabalhadores poderão receber valores maiores em suas pensões, caso esperem o tempo total de contribuição imposto nas novas regras. A carência atual é de 35 anos para mulheres e 40 para homens, cumprindo a contribuição total, o beneficiário poderá ultrapassar os 100% da média salarial, aumentando seu pagamento.

Aposentadoria do INSS pode subir se o trabalhador seguir essas regras; veja!
Aposentadoria do INSS pode subir se o trabalhador seguir essas regras; veja! (Imagem: Reprodução/Google)

Segundo as novas regras, as mulheres podem se aposentar aos 62 anos e os homens aos 65, tendo um tempo de contribuição mínimo de 15 anos.

Leia também: Benefícios do INSS podem aumentar valor em 3x nos seguintes casos

Entretanto, aqueles que tiverem a contribuição máxima (citada acima) contarão com valores maiores em suas aposentadorias.

No caso dos que derem entrada no benefício após os 15 anos, terão direito a 60% da média salarial, calculada com todos os salários de contribuição desde julho de 1994.

Contagem de pontos na aposentadoria do INSS

Para as mulheres, a cada um ano trabalhado, após cumprir os 15 exigidos, há um acumulo de dois pontos. A categoria chegará aos 100% em aproximadamente 35 anos de pagamento ao INSS.

Já os homens, após cumprir o prazo exigido, chegam a 100% da média salarial com 40 anos de pagamentos ao INSS. Ainda assim, quem desejar contribuir por mais tempo, terá valores maiores, ao superar os 100% impostos. Exemplo:

  • Uma mulher de 36 anos de contribuição terá direito a 102% da média salarial.
  • Um homem com 41 anos de contribuição, chegará a 102%.
  • Se ambos contribuírem por mais um ano (37 e 42), terão direito a 104% da média.

Segundo a Secretaria da Previdência, não foi determinado um limite para a utilização dos pontos percentuais, mas é válido relembrar que o teto da aposentadoria do INSS deve corresponder a R$ 6.101,06 por beneficiário.

Vale a pena esperar?

Advogado previdenciário, Luiz Felipe Pereira Veríssimo, afirma que a oportunidade não é válida para a maioria dos brasileiros.

Ele explica que, para uma trabalhadora com salário de R$ 3.000, por exemplo, seria preciso esperar um ano para ganhar dois pontos percentuais a mais, resultando em um aumento R$ 60 por mês. Solicitando e recebendo a aposentadoria no mesmo ano, ganharia R$ 39 mil (12 x R$ 3.000 mais o 13º).

“Ela demoraria 50 anos para recuperar esse valor que deixou de receber [os R$ 60 dariam R$ 780 a mais por ano, o que demoraria 50 anos para atingir os R$ 39 mil]”, explicou o especialista.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Aposentadoria do INSS pode subir se o trabalhador seguir essas regras; veja!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA