Fim do saque imediato do FGTS: prazo final para retirada se aproxima

Os trabalhadores que estão interessados na modalidade de saque imediato do saldo do FGTS devem ficar atentos, já que o prazo para o término da retirada se aproxima. Os beneficiários podem realizar o saque de todas as suas contas do fundo de garantia, sejam elas ativas, do emprego atual ou inativas, de empregos anteriores. 

Saque imediato do FGTS: fim do prazo para retirada se aproxima
Saque imediato do FGTS: fim do prazo para retirada se aproxima

Os trabalhadores devem ficar atentos ao seu saldo, já que a Caixa Econômica Federal liberou o recebimento total do fundo para aqueles que tinham saldo de R$998 acumulados até o dia 24 de julho de 2019.

Quem tem disponível valor maior que os R$998, só poderá realizar o saque no limite inicial de R$500. 

Veja também: Saque imediato do FGTS tem maior adesão de público específico; saiba quem são

Os trabalhadores devem se atentar também se possuem uma conta na Caixa, pois esses terão o dinheiro creditado na conta automaticamente. 

Já os que não possuem conta no banco devem comparecer a uma agência, caixa eletrônico, lotéricas ou correspondentes da Caixa Aqui para o saque. É necessário levar o cartão cidadão, sua senha e documento de identificação com foto.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
OPORTUNIDADE
Novo Cartão de crédito queridinho do Brasil, sem anuidade e que você pode solicitar agora 34.787 pessoas já solicitaram

Caso o saque esteja travado é possível que seja por conta de nome errado ou algum dado desatualizado, a correção deve ser feita em alguma agência da Caixa. O trabalhador deverá levar um documento com foto e a atualização poderá ser feita na hora. 

Atualmente, o dinheiro está disponível na conta de todos os trabalhadores e pode ser retirados até 31 de março. Depois disso, se dará início a outra modalidade de saque. 

Se o trabalhador não fizer a retirada do dinheiro, ele irá voltará para o fundo, sem prejuízo no rendimento que ficou disponível para saque. Mas só poderá ser retirado em algumas situações específicas, como compra da casa própria ou na aposentadoria. 

A criação do saque imediato do FGTS foi proposta no governo Bolsonaro, e libera de R$500 a R$998 para os trabalhadores desde setembro de 2019. O recebimento é opcional, quem não quiser usar o valor não precisa se preocupar.

No entanto, a quantia não interfere em nenhum outro direito do funcionário. E funciona apenas como um incentivo para movimentar a economia.

 

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.