Inscrição no CadÚnico dá acesso aos programas sociais; veja como fazer

Você sabe o que é o Cadastro Único? Trata-se de uma plataforma digital, do governo federal, responsável por registrar os dados dos beneficiários de programas sociais, como o Bolsa Família. Para poder solicitar algum benefício do projeto é preciso, antes de mais nada, ter um registro feito no CadÚnico. O processo para fornecer os dados é simples e pode ser feito em qualquer período do ano.

Inscrição no CadÚnico dá acesso aos programas sociais; veja como fazer
Inscrição no CadÚnico dá acesso aos programas sociais; veja como fazer

O primeiro passo é ir até o centro de assistência social da prefeitura de seu município para poder registrar sua família. Normalmente ficam responsáveis os centros como CRAS e CREAS.

Veja também: Bolsa Família pode ser bloqueado em casos específicos; veja quais são

Na ocasião, o responsável pela família precisará apresentar a seguinte documentação de cada familiar:

  • Identidade e CPF
  • Certidão de nascimento
  • Certidão de casamento
  • Título de eleitor
  • Comprovante de endereço

Após o fornecimento dos dados, a família estará automaticamente registrada no sistema do governo e poderá dar entrada na solicitação de benefícios (sujeitos a aprovação ou não) e também pode consultar sua situação no site do CadÚnico.

A consulta é ideal para saber se o cadastro foi aprovado, se há liberação de auxílios, irregularidades, entre outras informações.

É válido ressaltar que, se estiver recebendo pagamentos do Bolsa Família o beneficiário precisa manter seus dados sempre atualizados no Cadastro Único.

Essa atualização também deve ser feita presencialmente, sob a apresentação da mesma documentação explicitada acima.

O governo federal recomenda que há cada dois anos os cadastrados revisem seus dados. Entretanto reforça que em caso de mudança de endereço, renda ou qualquer outra informação, é preciso ir até a unidade presencial e informar a gerencia administrativa.

Programas segurados pelo Cadastro Único

Além do Bolsa Família, há outros projetos sociais do governo que utilizam a plataforma para registrar e monitorar os candidatos. Como:

  • ID Jovem;
  • CHN Social;
  • Bolsa Estiagem;
  • Telefone Popular;
  • Carteira do Idoso.

Todos estes programas utilizam as informações registradas no CadÚnico para poder liberar os benefícios.

Quem pode participar do CadÚnico?

Por se tratar de uma plataforma para fins sociais, há determinadas exigências para poder fazer o registro. Têm direito ao cadastro os brasileiros, em todo o território nacional, que:

  • Ganham até três salários mínimos mensais no total;
  • Ganham até meio salário mínimo por pessoa.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.