Tabela de frete dos caminhoneiros recebe aumento e gera forte reação

Mudanças foram implementadas para o piso da tabela de frete de transporte terrestre. Desta forma, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), responsável pelo gerenciamento deste assunto, firmou nova tabela com os preços mínimos para os fretes a partir de 2020.

Tabela de frete dos caminhoneiros recebe atualização com reajuste
Tabela de frete dos caminhoneiros recebe atualização com reajuste

De acordo com as informações, o aumento entrará em vigor a partir da próxima segunda-feira, dia 20, e os valores têm reajuste no aumento de 11% a 15%. As novas informações foram divulgadas nesta quinta-feira (16).

Saiba também: Mudança no salário mínimo vai subir valor de programas sociais

Desde 2018 a tabela de frete é usada como base para determinar os valores de fretes de caminhoneiros e trajetos terrestres do país. A medida foi implementada logo depois da greve dos caminhoneiros e fez parte do pacote de medidas propostas pelo ex-presidente Michel Temer.

Apesar de ser um dos pleitos e reivindicações da categoria, entidades do agronegócio e indústria se mostram contra o uso da tabela. O meio ainda será julgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para visualizar a sua constitucionalidade.

Anteriormente, em julho de 2019, uma antiga versão da tabela foi editada, no qual gerou uma forte reação por parte dos caminhoneiros que ameaçaram realizar, mais uma vez, paralisação nacional. Esta última alteração faz parte do pacote garantido pelo governo.

Ainda está incluso no pacote de mudanças, a inclusão no cálculo do frete mínimo do custo da diária do caminhoneiro, como refeições e hospedagem. Pontos que ainda tiveram modificações foi a inclusão da tabela que corrigiu os valores dos itens como o pneu e manutenção, no qual fazem parte do dia a dia deste público.

Outros pontos também foram inclusos na norma que garante a obrigatoriedade no pagamento do frete de retorno para operações que não podem trazer carga na volta do motorista ao local de embarque.

Esta é uma das reivindicações da categoria. Segundo a ANTT, um exemplo disso são os caminhões de combustível. Esse tipo de veículo não pode voltar transportando outro tipo de carga.

Foi criada a tabela para operações de alto desempenho, aquelas no quais levam um tempo menor para carga e descarga do produto. Na resolução anterior não havia esse tipo de diferenciação.

Para isto, nova proposta prevê que a base do cálculo deve levar em consideração a relação ao lucro do caminhoneiro, despesas relacionadas ao uso de contêineres, tributos e taxas.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Tabela de frete dos caminhoneiros recebe aumento e gera forte reação

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA