Cartão creche: governo do DF se posiciona sobre atraso nos pagamentos

Uma das novidades deste ano no Distrito Federal, na região centro-oeste do país, é a implementação do cartão creche. A iniciativa foi divulgada em dezembro pelo governador Ibaneis Rocha (MDB), mas entrega efetiva do benefício está com atrasos.

Cartão creche: governo do DF se posiciona sobre atraso nos pagamentos
Cartão creche: governo do DF se posiciona sobre atraso nos pagamentos

De acordo com o governo, a expectativa é que até a próxima semana, no dia 24 de janeiro, todos os beneficiários do programa estejam com o cartão creche em mãos. A data inicial de entrega era o da 13 de janeiro.

Leia também: Reforma do Bolsa Família vai incluir novo salário e bonificação

Ainda segundo o governo, o atraso foi ocasionado devido a problemas de gerenciamento interno e cadastro dos beneficiários e das creches privadas que estarão conveniadas com o poder público.

Em entrevista ao site Metrópoles, o governador detalhou que “estamos terminando o cadastramento. Vamos incluir igrejas, entidades sociais, como forma de usar esses espaços como moedas sociais. Neste semestre, serão 5 mil vagas”.

A expectativa da abertura de 5 mil vagas para crianças foi reafirmada pelo governador que ainda pontua que a primeira etapa atenderá crianças de até 3 anos e 11 meses.

O atraso na entrega ocorreu devido à necessidade de concluir o cadastramento dos beneficiados e também das creches privadas conveniadas com o poder público, a fim de atender crianças de 0 a 5 anos.

O benefício é destinado para pais que não tem condições financeiras de arcar com as despesas de inclusão de seus filhos em creche particular. Uma vez que o estado se encontra com falta de vagas.

Com a iniciativa, o governo espera reduzir o déficit atual de 20 mil pedidos de vagas em creches públicas. O Cartão-Creche será um suporte para zerar essa demanda, já que a previsão da equipe econômica de Ibaneis é abrir, em 2020, 7 mil vagas de creches no Plano Piloto e nas regiões administrativas.

Atualmente no estado hás 112 creches conveniadas, no qual atendem cerca de 20 mil crianças, sendo 16.334 de 0 a 3 anos e 4.526 de 4 a 5 anos.

Os contratos com essas instituições serão mantidos. Cada beneficiário do programa irá receberá crédito de R$ 800 para custear as despesas nas escolas privadas.

O valor deve ser usado, principalmente, para pagar a mensalidade. E também pode servir para custear livros, material escolar e as demandas da unidade.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.