Dataprev é ameaçada por governo após crise no sistema do INSS

Mudanças estão sendo previstas para o Dataprev, empresa de tecnologia e processamento de dados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). De acordo com o interesse do presidente Jair Bolsonaro, o sistema entrará no programa de privatizações do governo federal.

Dataprev é ameaçada por governo após crise no sistema do INSS
Dataprev é ameaçada por governo após crise no sistema do INSS

Desta forma, a decisão foi compartilhada por meio de um decreto, publicado nesta quinta-feira (16), no Diário Oficial da União (DOU), e conta também com a assinatura do ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

Saiba também: Contenção de crise do INSS é criticada entre os funcionários da Previdência

O processo anterior detalha que as qualificações para privatizações eram determinadas pelo conselho do Programa de Parcerias de Investimentos da Presidência da República (PPI).

De acordo com a medida, “Fica qualificada, no âmbito do Programa de Parcerias de Investimentos da Presidência da República (PPI), e incluída no Programa Nacional de Desestatização (PND) a Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev)”.

O interesse em realizar esta operação já foi detalhada pelo governo. Sendo anunciado na quarta-feira (8), plano de demissão que afetará 15% do quadro da estatal. Ao todo, 493 dos 3,3 mil servidores serão dispensados.

A estatal entrou na mira das privatizações do governo federal no fim do ano passado com o Serpro, estatal de processamento de dados. Com as demissões, o Dataprev encerrará atividades em 20 estados.

O Programa de Adequação de Quadro (PAQ) será pontuado como um incentivo à exoneração. Teve como estratégia de lançamento pela empresa para desligar os empregados.

Aqueles funcionários que não aderirem ao programa serão demitidos. O PAQ  prevê um conjunto de incentivos para deixarem a empresa. Os funcionários, por sua vez,  não terão a opção de transferência para outras unidades que continuarão funcionando.

Com a sua implementação, a expectativa do governo é de gerar uma economia R$ 93 milhões anualmente.

Relação do Dataprev com as falhas no INSS

De acordo com as previsões detalhadas pelo governo, cerca de dois milhões de brasileiros aguardam a aprovação de benefícios do INSS. Os atrasos estão sendo observados tendo em vista o atraso na entrega de sistemas.

O instituto suspendeu a análise de pedidos de segurados feitos após a promulgação da reforma da Previdência, desde o último dia 13 de novembro.

O Dataprev deveria entregar um relatório, desde 2018, com todos os dados referentes aos pensionistas inscritos na Previdência. Como até agora não fez, dificulta ainda mais a concessão dos benefícios.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Dataprev é ameaçada por governo após crise no sistema do INSS

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA