Preço da gasolina e diesel diminuí e deve refletir nos brasileiros

Os brasileiros podem comemorar, nessa segunda-feira (13), a Petrobras anunciou que o preço da gasolina e do diesel será reduzido em 3% nas refinarias. Esse será o primeiro reajuste do ano e deverá beneficiar os motoristas em todo o território nacional. Entretanto, antes de aplicar os novos valores, é preciso que os postos usem toda a quantia que está em suas bombas.

Preço da gasolina e diesel diminuí e deve refletir nos brasileiros
Preço da gasolina e diesel diminuí e deve refletir nos brasileiros

Segundo o presidente da Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes (Fecombustíveis), Paulo Miranda Soares, a medida era esperada pelo mercado, tendo em vista os desdobramentos do conflito entre os Estados Unidos e o Irã.

Veja também: IPVA 2020 do Sudeste: veja o que foi definido para essa região

Ele reforça que a briga entre as potências elevou os valores do petróleo no mercado internacional, que subiu de US$ 64 para US$ 70.

Porém, na mesma semana a taxação voltou ao valor normal e deverá diminuir ainda mais nos próximos dias. “É absolutamente normal e esperada essa atitude da Petrobras”, alegou.

Apesar da medida passar a entrar em vigor a partir dessa terça-feira (14), a redução no preço da gasolina só será sentida pelos motoristas quando as distribuidoras encerrarem seus estoques. Segundo Miranda, atualmente há entre 15 e 20 milhões de litros espalhados por todo o país.

“Só baixa o preço quando ela [distribuidora] vender o estoque que comprou mais caro”. Para chegar à bomba, deve demorar 15 dias, “porque a concorrência é muito grande no setor de revenda”, informou Soares.

Ações do governo federal sobre o preço da gasolina e diesel

A última alteração de preço por parte da Petrobras ocorreu ainda em 2019. A gasolina foi modificada no dia 1 de dezembro e o diesel no dia 21 do mesmo mês.

Para 2020, o governo federal informou que estará trabalhando para evitar crises do setor e que está atento para possíveis ações de emergência, caso necessário.

Na última semana, ao ser questionado sobre o posicionamento do Brasil no conflito entre Irá e EUA, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que não iria se envolver, pois acreditaria que os preços do óleo e do diesel seriam reajustados.

Segundo ele, a maior preocupação é evitar impactos negativos no desenvolvimento da Petrobras que ainda está se recuperando de sua última crise, vivenciada no governo do PT.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Preço da gasolina e diesel diminuí e deve refletir nos brasileiros

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA