Não sacou o FGTS de R$998? Entenda se realmente vale a pena

Um novo ano chegou, mais ainda estão sendo liberados os valores referentes ao saque-imediato. Trata-se de uma nova modalidade do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, criado pelo governo do presidente Jair Bolsonaro, que permite que os trabalhadores retirem o FGTS de R$998 por conta.

Não sacou o FGTS de R$998? Entenda se realmente vale a pena
Não sacou o FGTS de R$998? Entenda se realmente vale a pena

O pagamento que teve início do mês de setembro encerrou seu calendário no fim de dezembro de 2019, entretanto ainda segue disponível até o dia 31 de março deste ano. Têm direito de receber o benefício todos aqueles que trabalharam de carteira assinada por pelo menos 30 dias.

Saiba também: FGTS: Caixa Econômica lança nova opção para consulta do saldo

Os valores variam de acordo com a situação de cada trabalhador. Inicialmente, a quantia ofertada é de R$ 500 para toda a categoria. Entretanto, no caso daqueles que tinham um saldo entre R$ 500 e R$ 998 em seus fundos de garantia, a liberação foi reajustada e poderão receber a quantia total.

É válido ressaltar que o pagamento ainda pode ser maior, tendo em vista que ele não é limitado por pessoa e sim pelas contas cadastradas no FGTS.

Isso que dizer que, o trabalhador que tiver mais de um registro, esteja ele ativo ou inativo, poderá receber duplicadamente.

Vale a pena sacar o FGTS de R$998?

Diferentemente do saque-aniversário, o saque-imediato não ocasionará prejuízo ou possíveis riscos para os trabalhadores. O valor está sendo liberado como uma forma de gratificação e não deverá ser descontado posteriormente.

Quem estiver com receio de efetuar o saque pensando que haverá uma cobrança no fundo de garantia pode ficar despreocupado, pois o governo federal já informou que não haverá reajuste.

Mas é preciso se atentar para a seguinte questão. Quem tem direito ao FGTS de R$998 representa um público que possuí saldo no fundo de garantia até esse valor. Logo, retirando a quantia total o trabalhador vai zerar sua conta.

No caso do saque-aniversário, por exemplo, os trabalhadores que aderirem a modalidade, se demitidos por justa causa, não terão direito a receber a rescisão do FGTS. No imediato isso não acontecerá e o pagamento seguirá sendo liberado normalmente.

Como receber após o encerramento do calendário?

Basta ir até uma unidade da Caixa Econômica Federal com a carteira de trabalho em mãos. Os correntistas da instituição devem entrar em contato com a mesma aprovando o depósito em suas contas.

Já aqueles que tiverem conta poupança a quantia já foi enviada e pode ser sacada a qualquer momento. Por fim, os trabalhadores sem vínculo com a Caixa devem ir até o guichê de atendimento para receber.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Não sacou o FGTS de R$998? Entenda se realmente vale a pena

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA