Saque aniversário do FGTS pode aumentar em 5x valor do crédito consignado

Uma estimativa divulgada pela Secretaria de Política Econômica (SPE), do Ministério da Economia, apontou que o saque aniversário do FGTS, que começará em abril, pode aumentar em até 5x valor de crédito consignado, que tem desconto no salário, para os trabalhadores de empresa privada.

Saque aniversário do FGTS pode aumentar em 5x valor do crédito consignado
Saque aniversário do FGTS pode aumentar em 5x valor do crédito consignado

Ainda de acordo com o órgão, a modalidade de saque deve criar um mercado de até R$100 bilhões em recebíveis de crédito, durante os próximos quatro anos.

Leia também: Saque imediato do FGTS sobe com novo salário mínimo? Entenda!

Esses recebíveis são os recurso que os bancos podem se apropriar caso o cliente não cumpra com o pagamento, ou seja, como se fosse uma garantia de que o banco irá receber. 

Isso só é possível por conta da lei que criou o saque aniversário do FGTS e permitiu que os trabalhadores utilizem o dinheiro para realizar operações de crédito. 

A medida pode fazer com que os juros do tomador caiam, por conta da garantia de receber parte do dinheiro do FGTS caso tenha inadimplência reduzindo os riscos para os bancos, que assim podem cobrar taxas de juros mais baratas do cliente. 

Em nota, a secretaria explicou um pouco sobre o risco baixo que o banco irá correr nessa opção de crédito. E ressaltou que a cobrança de juros atrelada a garantia de recebimento do fundo de garantia do trabalhador, será menor a todas as opções do mercado atual.

“Como os recebíveis de saque-aniversário são uma garantia com risco zero, à medida que é possível uma substituição de crédito de risco elevado por crédito com risco zero, os juros cobrados serão menores, logo, há a tendência de expansão significativa de crédito estimulando a economia”, disse SPE.

A SPE fez ainda simulações que levou em consideração o impacto dos R$100 bilhões de recebíveis no mercado que oferece crédito consignado para os trabalhadores de iniciativa privada. 

Na primeira simulação, é levado em conta, uma substituição de recebíveis de 50% do crédito com garantia do FGTS, o crédito pessoal saíria de 0,32% para 1,24% do Produto Interno Bruto (PIB), em até quatro anos. 

Os juros médios do crédito pessoal, consignado e não consignado, cairiam de 2,77% para 2,14% ao mês.

A secretaria, fez uma estimativa conservadora por considerando o crédito com recebíveis do FGTS pagando em média 1,57% ao mês, o que equivale à taxa média de crédito que é ofertado aos servidores públicos e beneficiários do INSS. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.