Fortes mudanças nos benefícios do INSS em 2020; veja novas regras

Atenção aposentados e pensionistas do INSS. Com a chegada de 2020, as regras aprovadas pela reforma da previdência entraram em vigor a partir dessa terça-feira (1). Entre as principais mudanças, está o aumento da idade mínima e a transição de pontos, a partir do período trabalhado, para obter o benefício da aposentadoria do INSS.

Aposentadoria do INSS ganha novas regras em 2020
Aposentadoria do INSS ganha novas regras em 2020

A partir de agora, aqueles que desejarem se aposentar precisam ter uma soma da contribuição e idade superior a 87 pontos (mulher) e 97 (homem). Em ambos os casos é preciso que o trabalhador tenha contribuído ao menos 30 anos (mulheres) e 35 (trabalhadores).

Leia também: Ajuste nos benefícios do INSS ganham valor maior que o esperado

Quem conseguiu cumprir a pontuação de 86/96 até 31 de dezembro de 2019 e conseguir comprovar, poderá se aposentar por meio dessa transição, tendo em vista que a reforma ainda não estava em vigência.

Idade mínima progressiva

Outra mudança também em funcionamento é a autorização para a aposentadoria do INSS por idade mínima. O profissional que desejar poderá dar entrada no benefício por meio da regra de transição que é de:

  • 61 anos e seis meses para os homens
  • 56 anos e seis meses para as mulheres

Entretanto, é preciso que estes tenham uma contribuição mínima de 35 anos (homens) e 30 anos (mulheres).

Idade das mulheres no benefício por idade

No caso da aposentadoria por idade, as mulheres terão que lidar com um aumento no tempo de serviço.

É preciso ter ao menos 60 anos e seis meses de idade para ser beneficiada por meio dessa regra. Além disso, exige-se também uma contribuição mínima de 15 anos ao INSS

Os homens não sofreram modificação nessa categoria e seguem com o tempo mínimo de 65 anos.

Aquelas que completaram seus 60 anos até 31 de dezembro de 2019 e já alcançaram os 15 anos de contribuição, poderão dar entrada na aposentadoria pelas antigas regras da previdência.

Pedágio de 50% na aposentadoria do INSS

Mulher: precisa de uma contribuição de pelo menos 28 anos desde quando a reforma entrou em vigor e não há idade mínima.

Homem: é necessário uma contribuição de 33 anos desde quando a reforma entrou em vigor e também não há idade mínima.

Pedágio de 100%

Mulher: tem direito a aposentadoria aos 57 anos, cumprindo um pedágio de 100% do tempo que falta para chegar aos 30 anos de contribuição na data em que a reforma entrou em vigor.

Homem: tem direito a aposentadoria partir dos 60 anos e deve cumprir um pedágio de 100% do tempo que falta para chegar aos 35 anos de contribuição na data em que a reforma entrou em vigor.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Fortes mudanças nos benefícios do INSS em 2020; veja novas regras

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA