Concursos públicos vão abrir milhares de vagas em 2020 após decreto oficial 

No dia 17 de janeiro deste ano, o presidente Jair Bolsonaro aprovou, sem veto, o Orçamento da União referente aos gastos do governo em 2020. Incluindo, e incentivando a abertura de milhares de vagas para concursos públicos no país.

Concursos públicos vão abrir milhares de vagas em 2020 após decreto oficial 
Concursos públicos vão abrir milhares de vagas em 2020 após decreto oficial

O orçamento prevê 51.391 vagas no Executivo, Legislativo, Judiciário e Ministério Público.  Esse número representa um aumento de mais de 1.400% em relação ao ano passado, quando foram contratados apenas 3.369 servidores.

Saiba também: Emprego: concursos públicos em todo o país somam mais de 15 mil vagas abertas

De todas as vagas, 45.816, em torno de 89% são para provimento, ou seja, são vagas consideradas uma necessidade preexistente e que decorrem, normalmente, de mortes e aposentadoria. 

As outras 5.575 vagas são referentes aos postos de criação, que é o processo de planejamento para expandir o número de servidores.

Do orçamento o governo poderá contar com R$344,3 bilhões reservados para as despesas, que podem ser usados para a contratação de servidores por meio de provas ou convocação de remanescentes de certames em validade. 

Ao todo, são 43.568 vagas que serão destinadas para o Poder Executivo, 3.288 para o judiciário, 1.871 para preenchimento pessoal efetivo e 1.417 para novas carreiras.  

Para o Executivo, os cargos e os órgãos não estão explicados no documento, a informação fornecida é de apenas 3.140 postos para criação, provimento de cargos e funções civis. E também, 39.783 para preenchimento por meio de realização de concursos.

Foram reservadas cerca de 16.509 para ocupação de cargos e funções não necessariamente civis, e 19.520 para professores e quadro de referência de cargos técnicos administrativos em educação. 

Está previsto que ocorra concursos públicos para as universidades federais do país, entre elas 491 vagas de criação e 491 para preenchimentos no Tocantins. Já em Catalão, no Estado de Minas Gerais são 353 vagas para ambos. 

Outras cidades beneficiados serão Delta do Parnaíba com 400 vagas para as duas funções, Rondonópolis que terá 394 vagas para ambos, Agreste de Pernambuco com 623 vagas para os dois cargos e Jataí em Goiás com 299 vagas. 

No Distrito Federal serão 1.984 postos para preenchimento no Fundo Constitucional do Distrito Federal, 378 vagas para a fixação de efetivos do Corpo de Bombeiros, 856 para Policiais Militares e 750 para Policiais Civis. 

Estão previstos cargos na Câmara dos Deputados com 77 para preenchimento e 7 de criação, no Senado Federal com 40 vagas de preenchimento e no Tribunal de Contas da União com 30 vagas para preenchimento.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.