Inscrições Bolsa Família para 2020: veja como conseguir o benefício

Brasileiros que estão em situação de pobreza ou extrema pobreza devem ficar atentos para realizar as inscrições do Bolsa Família 2020. A solicitação poderá ser feita já a partir do mês de janeiro e solicita que o interessado atenda a uma lista de pré-requisitos e forneça algumas documentações. Saiba como se inscrever no texto abaixo.

Inscrições Bolsa Família para 2020: veja como conseguir o benefício
Inscrições Bolsa Família para 2020: veja como conseguir o benefício

Antes de qualquer coisa é preciso saber se você está apto para receber o auxílio. Por ser um programa social, o governo federal determina alguns critérios de modo que possa selecionar os mais necessitados.

Leia também: Cancelamento do Bolsa Família prejudica Natal dos mais pobres

Nesse caso, podem ser aceitos pelo Bolsa Família os brasileiros que:

  • Estejam inseridos em uma família considerada extremamente pobre, onde comprove receber ao mês, uma quantia que não ultrapasse o valor de R$ 85,00;
  • Estejam inseridos em uma família considerada pobre, onde comprove receber ao mês, uma quantia que não ultrapasse o valor de R$ 170,00;
  • Façam parte do CadÚnico e mantenham todas as informações de cadastro atualizadas, a respeito de cada membro que compõe a família.

Inscrições Bolsa Família no Cadastro Único

Atendendo a esses pontos, é preciso eleger um membro da família para ser o responsável legal do programa.

Ele deverá informar os dados de todos os parentes e responderá por possíveis problemas e irregularidades. A pessoa selecionada precisa ter no mínimo 16 anos.

Na sequência, é necessário que o responsável vá até a unidade do Cadúnico mais próxima de sua residência. Nela ele terá que solicitar o cadastro e fornecer todos os documentos obrigatórios, sendo estes:

  • CPF ou Título de Eleitor.
  • Carteira de trabalho
  • Certidão de casamento,
  • Carteira de identidade (RG)
  • Certidão de nascimento de todos os membros da família;
  • Título de Eleitor.

Aqueles que forem de origem indigna ou vierem de famílias quilombolas precisarão mostrar, além da documentação acima, o Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI) ou outros documentos de identificação, como certidão de casamento, RG e carteira de trabalho.

Feito isso, é preciso apenas aguardar a aprovação do governo federal. É importante lembrar que apenas o cadastro no CadÚnico não significa que a família será contemplada pelos auxílios.

O Ministério da Cidadania passa por um processo de curadoria e análise antes de validar a aceitação final.

Caso seja aprovado, o responsável escolhido será notificado para poder retirar seu cartão cidadão e finalizar o cadastro antes do inicio dos pagamentos.

Contato Bolsa Família

Aqueles que tiverem dúvidas, podem entrar em contato por meio do telefone: 0800 726 0207 e pelo site da Caixa: Clique aqui.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Inscrições Bolsa Família para 2020: veja como conseguir o benefício

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA