Alerta: preço do diesel vai subir nos próximos dias

Novos reajustes para o preço do diesel estão previstos pela Petrobras. A estatal elevou o preço médio do combustível em suas refinarias em 3%. As mudanças entraram em vigor neste último sábado (21).

Alerta: preço do diesel vai subir nos próximos dias
Alerta: preço do diesel vai subir nos próximos dias

As informações foram divulgadas à Reuters na última sexta-feira (20), em meio a um avanço do preço do petróleo no mercado internacional. Dias antes os preços do petróleo atingiram os maiores níveis em três meses.

As mudanças são observadas pela diminuição dos estoques nos EUA e pela redução das tensões comerciais entre EUA e China.

Leia mais: Mudanças no cheque especial não animam os correntistas

Já os valores da gasolina não sofrem reajustes de acordo com as informações da estatal. O diesel é o combustível mais comercializado do Brasil, sua última alteração em valores ocorreu em 4 de dezembro. Na data, atingiu uma máxima desde o fim de setembro.

As informações sobre o novo reajuste já foram informadas às distribuidoras de combustíveis pela Petrobras. Mas, em contrapartida, a tabela com o novo preço do diesel ainda não foi atualizada no site da companhia.

Thadeu Silva, chefe da área de óleo e gás da consultoria INTL FCStone, teve acesso aos dados e afirmou que o reajuste desta vez não foi linear. Sendo assim, observa-se ajuste diferente a depender dos pontos de venda da petroleira, diferente de ocasiões anteriores.

Em entrevista, o executivo detalhou que algumas praças ficaram com paridade de importação. Por isso, têm abertura para entrar produto importado com margem, e, ainda assim, outras continuam negativas.

Ele ainda observa que as alterações foram diferentes entre as praças  Desta forma, estrategicamente as mudanças estão favorecendo a entrada de importado em algumas praças do que em outras.

Segundo Thadeu analisa o mercado brasileiro com uma possibilidade de ficar apertado de produto em razão da falta de paridade com o mercado externo.

Sendo assim, a estatal tem reiterado que sua política de preços para a gasolina e o diesel segue o princípio da paridade de importação.

Dessa forma, o reajuste depende da cotação internacional dos produtos mais os custos de importadores, como transporte e taxas portuárias, com impacto também do câmbio.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Alerta: preço do diesel vai subir nos próximos dias

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA