FGTS de R$998 será liberado essa semana; entenda as regras

Nessa sexta-feira (20), a Caixa Econômica Federal dará inicio a mais uma rodada de pagamento do FGTS. Dessa vez, receberá o beneficio aqueles que têm direito a quantia total de R$ 998. O valor será depositado na conta poupança dos assegurados e deve ser retirado presencialmente por aqueles que não têm vínculo com a instituição financeira.

FGTS de R$998 será liberado essa semana; entenda as regras
FGTS de R$998 será liberado essa semana; entenda as regras

O acréscimo diz respeito à medida assinada pelo presidente Jair Bolsonaro que aumenta o valor do saque-imediato de R$ 500 para R$ 998. Entretanto, nem todos os assegurados terão acesso à quantia.

Leia também: Saldo do FGTS veja melhor forma de usar dinheiro 

Poderá receber o valor extra apenas aqueles que até o dia 24 de junho (data de aprovação da medida) tinha um saldo no fundo de garantia de R$ 501 a R$ 998. Os demais, com renda menor ou maior que o valor informado receberá apenas os R$ 500 previstos pelo benefício.

Quem já sacou o FGTS

Por ter sido aprovada posteriormente a liberação do saque-imediato (iniciada em setembro), os beneficiários que já retiraram a quantia inicial poderão retornar a Caixa Econômica Federal para receber o restante do valor. Nesse caso, R$498.

Os pagamentos aconteceram de forma automática para quem for ligada a instituição e presencialmente, pelos guichês de atendimento, para o trabalhador que não for correntista.

Apenas os nascidos entre novembro e dezembro irão receber a quantia de uma única vez, tendo em vista que seus pagamentos dos R$ 500 aconteceriam agora em dezembro, como previsto no calendário inicial para o dia 18 deste mês.

O prazo final para o saque é até o dia 31 de março e caso não seja realizado o valor voltará para o fundo de garantia dos assegurados.

Segundo a Caixa, espera-se que mais de 10 milhões de pessoas façam o saque complementar ao longo das próximas semanas.

Injeção da economia

A aprovação do saque-imediato vem resultando em cenários positivos na economia nacional. Desde o inicio do pagamento, as estatísticas do varejo apresentam índices de crescimento em relação ao ano passado.

Economistas afirmam que ao conceder o pagamento no fim do ano o governo acaba por fomentar as compras natalinas, resultando em bons frutos para o comércio.

Além disso, a grana extra também deverá ser utilizada para a quitação de dívidas como IPTU, IPVA, matrícula e material escolar, contas de energia, água e mais.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.