Novo Bolsa Família será fracionado em faixas

O governo brasileiro quer realizar mudanças no Programa Bolsa Família, além do nome que também será trocado. Também há projeção em realizar mudanças nas regras do programa que contará com três faixas do benefício.

Novo Bolsa Família será fracionado em faixas
Novo Bolsa Família será fracionado em faixas
publicidade

O presidente Jair Bolsonaro está realizando os últimos ajustes para relançar o programa Bolsa Família.

O programa que foi criado durante governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em 2003, deve receber um novo nome, e passará a se chamar Renda Brasil.

Leia também: 13° salário do Bolsa Família é para todos? Entenda!

Atualmente, o Bolsa atende famílias que se encontram em situação de extrema pobreza e de pobreza. O valor pago para essas famílias varia, e em média tem parcelas de R$200 por cadastro. 

Uma das principais mudanças que serão realizadas pelo governo é a criação de três faixas para o pagamento do benefício. 

  • Primeira faixa: cidadania voltado para as famílias de baixa renda;
  • Segunda faixa: primeira infância voltada para as famílias que tenham crianças de até 3 anos;
  • Terceira faixa: chamada de crianças e jovens para os jovens de até 21 anos, ou seja, a mudança estenderá o auxílio até aos que já acabaram a escola e têm maioridade penal .

O governo estuda também colocar em prática a regra da meritocracia, no qual o aluno irá receber um abono por meio do seu desempenho escolar. A intenção é pagar um percentual extra do benefício aos estudantes que concluírem o 3º ano, 6º ano e o 9º ano do ensino fundamental. 

Os estudantes que concluírem o 1º, 2º e 3º ano do ensino médio também terão direito a esse percentual.

Há estudos também para a injeção de recursos no programa e a aplicação de critérios novos para realizar a transferência de renda para as famílias pobres.

Essa proposta de meritocracia, que é considerada um incentivo aos alunos, está sendo elaborada pelo Ministério da Cidadania, porém ainda deverá passar pela Casa Civil e pelo Ministério da Economia, que realizaram os ajustes finais.

As discussões para a reformulação no Bolsa Família vem acontecendo desde o mês de agosto. O principal objetivo do governo de Jair Bolsonaro é desvincular o benefício do Partido dos Trabalhadores (PT) e criar a sua própria marca social.

Jheniffer FreitasJheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.