IPTU de Porto Alegre 2020 traz descontos a quem se antecipar

Os brasileiros já estão se preparando para os impostos que precisarão ser pagos no início do próximo ano, como o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). Algumas cidades oferecem condições de pagamento diferenciadas para os contribuintes, como é o caso da resolução da prefeitura que vai trazer descontos ao IPTU de Porto Alegre 2020.

IPTU de Porto Alegre 2020 traz descontos a quem se antecipar
IPTU de Porto Alegre 2020 traz descontos a quem se antecipar

O IPTU é um imposto cobrado para os brasileiros que são proprietários de imóveis. Seja de uso residencial ou comercial, em qualquer tipo de propriedade em área urbanizada. 

O valor cobrado varia conforme a legislação da cidade, em relação ao peso das alíquotas de cobrança e do preço da propriedade. 

Leia também: Justiça mantem alterações no IPTU 2020 de Porto Alegre

A prefeitura da capital gaúcha informou que os contribuintes que realizarem o pagamento do IPTU de Porto Alegre 2020 de forma antecipada poderão ter um desconto de 10%. Para isso, o imposto deve ser pago em uma única vez. 

Conforme informou a prefeitura, a diminuição na quantia final será destinada aos contribuintes que quitarem o débito do IPTU até o dia 3 de janeiro de 2020.

Além disso, os moradores da cidade ainda poderão contar com outras formas de pagamento do imposto como o parcelamento, que poderá ser realizado em até dez vezes.

Porém nessa modalidade o contribuinte não terá nenhum tipo de desconto, e a primeira parcela a ser paga irá vencer no dia 9 de março.

Os moradores poderão ter acesso as guias que são entregues na casa dos contribuintes a partir da próxima semana.

Os contribuintes que já quiserem ver o quanto terão que desembolsar para pagar o imposto podem acessar o boleto no site da prefeitura da capital.

No mês de setembro, o prefeito Nelson Marchezan aprovou a lei que realiza a atualização da planta de valores que será utilizada para calcular a cobrança do IPTU de 2020.

Ao realizar essa aprovação, houve um aumento no valor do imposto que chegará a 10,4% à mais.

O aumento só não foi maior por conta de uma emenda aprovada na Câmara dos Vereadores, que propôs um prazo de até seis anos para a realização de reajustes gradativos no valor do imposto.

Apesar disso, metade dos imóveis da capital irão pagar menos impostos ou até ficarão isentas no próximo ano.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.