Contrato Verde e Amarelo pode trazer problemas à economia do país

Estudos revelam que o Programa Verde e Amarelo impactará negativamente na economia brasileira. Uma pesquisa realizada pela Secretaria de Política Econômica (SPE) mostra que o custo de contratação mensal do projeto será mais alto do que o próprio salário médio destinado aos jovens cadastrados.

Contrato Verde e Amarelo pode trazer problemas à economia do país
Contrato Verde e Amarelo pode trazer problemas à economia do país

Segundo os dados levantados pelo SPE, atualmente o custo fiscal do programa corresponde a R$ 5,956 bilhões entre o período de 2020 e 2024.

Já mensalmente, o trabalhador custará ao governo aproximadamente R$ 1.929,37, recebendo um salário de R$ 1.200. A pesquisa defende que, ao longo dos próximos anos, tais números tendem a aumentar e poderão causar um buraco nos cofres públicos.

Além disso, a SPE pontuou também que a contratação de pessoas não qualificadas reduzirá a produtividade econômica. Segundo seus dados, isso acontecerá porque as empresas deixarão de contratar bons profissionais tendo em vista que os cadastrados no Verde e Amarelo serão uma mão de obra mais barata graças à diminuição dos custos trabalhistas.

Leia também: Previsão de vagas de emprego no programa Verde e Amarelo anima desempregados  

Benefícios destinados aos empresários com o Verde e Amarelo

Segundo a medida provisória assinada por Jair Bolsonaro, os empresários que aderirem ao programa não precisarão contribuir com os 20% patronal do INSS, além de estarem insetos das alíquotas do Sistema S e do salário-educação.

Houve também uma redução nos valores destinados ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Os jovens do Verde e Amarelo deixarão de receber os 8% (ofertado aos demais trabalhadores), para ficarem com 2%.

Outra diferença também evidenciada pela pesquisa foi à criação de uma contribuição previdenciária de 7,5% sobre o seguro-desemprego para bancar a desoneração da folha de pagamento no programa Verde Amarelo. Segundo o governo federal, serão contemplados apenas aqueles que receberão até 1,5 salário mínimo.

A SPE defende que, apesar de possibilitar a entrada de milhares de jovens no mercado de trabalho, o programa irá desenvolver uma substituição da classe trabalhadora que atrasará não só o desenvolvimento econômico, como o social do país. Segundo a pesquisa, trata-se de uma medida que beneficiará apenas o bolso do empresariado e acarretará em desfalques futuros nos cofres públicos.

Procurado pela SPE, o Ministério da Economia não se pronunciou sobre o assunto.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Contrato Verde e Amarelo pode trazer problemas à economia do país

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA