INSS paralisa temporariamente a análise das solicitações de benefícios

Semanas após a aprovação da reforma da Previdência, o INSS paralisou temporariamente a análise das solicitações de novos benefícios. Segundo o Instituto, seu sistema ainda está sendo atualizado para poder atender as novas regras e por isso ficará em pausa até ter aptidão para realizar tais procedimentos.

publicidade
INSS paralisa temporariamente a análise das solicitações de benefícios
INSS paralisa temporariamente a análise das solicitações de benefícios
publicidade

O comunicado foi enviado para os advogados tributários, informando que a concessão de benefícios estaria suspensa temporariamente.

“A fim de garantir o reconhecimento do melhor benefício e segurança no processo de concessão, os requerimentos com Data de Início do Benefício (DIB) a partir da data de vigência da Emenda (13/11/2019) serão analisados na medida que forem implantadas as novas regras e alterações de sistema”, dizia o texto.

Notícia relacionada: Confirmada a devolução de R$57 milhões aos aposentados do INSS

Quem desejar solicitar um novo benefício precisará esperar por menos pelos próximos 45 dias. Entretanto, o Instituto afirmou que os processos abertos antes da reforma da Previdência ser aprovada continuam sendo analisados e devem ser concluídos em breve.

Já quem deseja dar inicio ao procedimento agora, pode tentar fazer o requerimento por meio do Meu INSS. O serviço online segue funcionando, mas ainda assim o segurado precisará passar pela análise que está em pausa. Caso o benefício seja liberado, o Instituto terá que pagar os valores atrasados.

Demora na avaliação dos requerimentos do INSS

Mesmo antes da reforma, há queixas afirmando que o INSS está demorando até oito meses para avaliar um requerimento.

Segundo Adriane Bramante, presidente do IBDP (Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário), tal atraso impacta diretamente no bolso dos desempregados que dependem do benefício para pagarem suas contas.

“Como não há previsão de quando o sistema vai entrar no ar adaptado, quem precisa do benefício vai ter que esperar”, informou.

Para otimizar o processo, ela alerta para que antes de solicitar o benefício os cidadãos confiram todas as documentações necessárias. Segundo Adriane, é uma forma de evitar ter o pedido negado ou atrasado.

Novas regras

A reforma da Previdência foi aprovada e publicada no Diário Oficial da União no dia 13 de novembro. Desde estão, o trabalhador que solicitou acesso aos benefícios terá que entrar nessa pausa da triagem.

Já quem solicitou o requerimento até o dia 12 de novembro de 2019 já está com o mesmo em avaliação pelo INSS.

Eduarda AndradeEduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco e formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguagens. No mercado de trabalho, já passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de ter assessorado marcas nacionais como a Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.