Taxa de desemprego cai em outubro, mas ainda registra 12,4 milhões de pessoas

Taxa de desemprego sofre modificação, mas permanece desfavorável para o brasileiro. Segundo o último levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o desemprego atingiu 12,4 milhões de pessoas no trimestre de outubro, 0,2% a menos do que o período entre maio e julho.

Taxa de desemprego cai em outubro, mas ainda registra 12,4 milhões de pessoas sem emprego
Taxa de desemprego cai em outubro, mas ainda registra 12,4 milhões de pessoas sem emprego

A pesquisa revela que apesar do crescimento, os números ainda não seguem tão positivos. Segundo Adriana Beringue, analista do instituto, a taxa segue estatisticamente estável se levarmos em consideração o crescimento da menor população ocupada, ou seja, aqueles que trabalham de modo informal.

Ela pontua que esse grupo já soma mais de 94,1 milhões, representando um total de 0,5% (470 mil pessoas) em relação ao trimestre anterior. Se comparado a 2018, o número na mesma época era de 1,4 milhões de brasileiros.

Leia também: Taxa do INSS sobre seguro desemprego já começou? Saiba aqui!

Já o total de desempregados apresentou uma redução de 202 mil, porém comparado ao ano passado contabiliza um aumento de 58 mil, quando o Brasil contava com 12,309 milhões de trabalhadores brasileiros desempregados.

Informalidade em evidência

Considerando a atual situação econômica e trabalhista do país, inúmeros brasileiros vêm buscando por métodos informais de garantir o sustento. Tal iniciativa relevou um crescimento considerável nos dados do IBGE que apresenta uma recuperação gradual ao longo de 2019.

Bringue explica que o crescimento das demissões por parte das empresas acaba acarretando na procura por novas formas de ter uma renda. Como a descoberta do empreendedorismo, do freelancer e das atividades como autônomo.

“Isso já está consolidado. Não tem como a gente não observar esse movimento de alta da informalidade. Quando abrimos a análise, vemos que o emprego sem carteira assinada e o trabalho por conta própria são os que mais impulsionam esse movimento”, destacou.

Estatísticas do IBGE sobre o desemprego

Atualmente, o número de trabalhadores sem carteira assinada é de mais de 280 mil pessoas, resultando em um crescimento anual de 2,4%. Já quem trabalha por conta própria soma mais de 24,4 milhões de pessoas, mais de 913 em comparação ao ano passado.

Quanto à taxa de informalidade no mercado, ela ficou em 41,2%, o que quer dizer que cerca de 38,8 milhões de brasileiros estão trabalhando sem registro. Por fim, aqueles que estão trabalhando de carteira assinada representam 33,2 milhões de pessoas.

Segundo o IBGE, a diminuição de 0,2% na taxa de desemprego é a primeira queda desde o começo de 2019. Os dados pontuam que entre maio e julho, o índice era de 11,8%. Já no trimestre encerrado em outubro do ano passado, a taxa foi de 11,7%.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Taxa de desemprego cai em outubro, mas ainda registra 12,4 milhões de pessoas

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA