O saque do FGTS continua sendo realizado por todo o Brasil. Foram criadas duas modalidades de retiradas, movimentando cerca de R$ 42 bilhões na economia nacional. Por meio delas é possível retirar uma parcela das contas ativas e inativas. A primeira modalidade está disponível desde o mês de setembro. Para saber quando vai receber é preciso ter ciência sobre o saldo no fundo de garantia.

Como saber o saldo no fundo de garantia; descubra aqui!
Como saber o saldo no fundo de garantia; descubra aqui!

Por se tratar de uma nova retirada, criada pelo governo de Jair Bolsonaro, a Caixa Econômica Federal vem disponibilizando alguns portais de comunicação para ajudar os cidadãos.

Questionamentos como qual valor total, quem tem direito, que documentação apresentar e prazo de pagamento são alguns dos mais procurados na internet. Os trabalhadores podem ter acesso a todas essas informações na tela de seus computadores e celulares acessando os canais oficiais da rede.

Leia também: Perdeu o prazo do FGTS? Saiba até quando sacar R$ 500

Para 2019, os trabalhadores podem retirar valor igual ou menor que R$500 por conta do FGTS. Os senadores e deputados solicitaram a aprovação de um novo limite, permitindo que as pessoas com saldo igual a R$998 possam retirar o valor total. A nova medida aguarda sanção do presidente para ter início.

A outra modalidade disponível a partir de abril de 2020, é a opção do saque aniversário. Nesta situação, os trabalhadores poderão sacar todos os anos de 5% a 50% do que têm disponível no FGTS. Com base no saldo do fundo de garantia. Quanto mais alta a quantia, menor a alíquota aplicada.

Portais para consulta do saldo do fundo de garantia

  • Site da Caixa

O site da Caixa permite que qualquer pessoa consiga acessar seus benefícios no FGTS (sejam eles associados ao saque-imediato ou não). Para isso é preciso informar o número do NIS (Pis/Pasep), presente na carteira de trabalho.

Na sequência, o portal solicitará a criação de uma senha para poder registrar o cadastro. Para saber o saldo basta selecionar a função Extrato, nela é possível conferir o calendário de pagamento, situação do benefício, simular valores e mais.

  • Aplicativo 

Quem desejar acessar pelo celular pode baixar o aplicativo da Caixa. Disponível na versão IOS e Android, ele oferece as mesmas funções do site, de forma mais rápida e prática. O procedimento de acesso também solicita um cadastro pelo número do NIS.

Ao baixar, é preciso selecionar a opção Primeiro Acesso e ir até a aba Contrato. Aceitando as solicitações e termos contratuais da ferramenta, você iniciará seu cadastro informando o número do NIS, nome completo, naturalidade, CPF, titulo de eleitor, número da carteira de trabalho ou do cartão cidadão.

Fornecidas as informações pessoais, será solicitada a criação de uma senha para futuros acessos. Ao concluir o login, é possível acompanhar todas as contas do FGTS registradas no PIS fornecido. Valor de pagamento, prazos, ativações e inativações, são disponibilizados na ferramenta.

  • Atendimento presencial

Por fim, é possível também se informar nas agências da Caixa. Para isso é preciso levar a documentação pessoal (carteira de trabalho e RH). As atendentes das unidades serão as responsáveis por atualizar as informações e tirar demais dúvidas.

Mesmo não possuindo conta no banco, a verificação do saldo do fundo de garantia pode ser feita nas agências. Já que a Caixa é a responsável por gerenciar o benefício.

Eduarda Andrade é graduanda em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP). Além de redatora do FDR, atua como estagiária da Agência de Desenvolvimento Econômico do Estado-PE e pesquisadora UNICAP/CNPq com projetos na área de Economia Criativa, Políticas Públicas e Tecnologia da Informação e da Comunicação.